Análise: Guild Wars 2

Guild Wars foi sem dúvida uma grande surpresa no seu lançamento original, seja pela sua qualidade ou até pelo sistema de pagamento, que eliminava por completo as mensalidade, sendo apenas necessário adquirir o jogo. Isto pode não parecer grande inovação, mas na altura os jogos “free-to-play” não tinham a qualidade que têm hoje e todos […]

LER MAIS
Análise: Portal 2

Quando o primeiro Portal saiu como parte da Orange Box, era de entre todos os jogos que faziam parte de Orange Box a grande surpresa, uma experiência única, originalidade das mecânicas e uma narrativa e personagens inesquecíveis. Ficou assim conhecido como uma obra de génio e um clássico imediato. Mas, tratando-se da Valve não era […]

LER MAIS
Análise: Bientôt l’été

 Em comparação com outros lançamentos Bientôt l’été evita o caminho tradicional a favor da utilização do meio para criar uma obra de arte conceptual. Surpreendentemente, Tale of Tales descreve Bientôt l’été como “não é um jogo para ser vencido” e que não inclui uma meta ou história. No entanto, não importa a descrição do jogo […]

LER MAIS