Análise: Phineas and Ferb Através da Segunda Dimensão

Durante o filme,em que o jogo , há uma montagem musical que mostra Phineas, Ferb, Perry, Candace, e Dr. Doofenshmirtz a passar por muitas dimensões diferentes. Agora, em vez de jogar através das cenas do filme, vão jogar essa montagem com muito mais detalhes. Infelizmente, a história do jogo é um dos maiores problemasdo jogo. Está dada a tarefa de recolher núcleos de energia para abastecer um gadget que pode abrir portais para dimensões diferentes, e é isso. Não há nem mesmo uma mudança no enredo até o final do jogo. Isso faz com que fique a ideia que do inicio até ao fim do jogo não progredimos.

Mesmo com estas queixas, porém, é importante lembrar que este é um jogo que, embora todos possam desfrutar, o seu público-alvo são as crianças. A história presente é mais do que suficiente para esta faixa etária, e isso é muito mais do que o que pode ser dito sobre a maioria dos jogos para crianças. Os personagens também são muito bons, mas o material de origem é também muito bom. Todos têm o seu papel, e coisas engraçadas para dizer. Estes personagens também mantêm o jogo num ritmo suportável com bom humor do inicio ao fim.

Os personagens, armas, dispositivos e inimigos parecem que foram retirados directamente do programa de TV. Os ambientes, porém, são uma decepção. Eles são demasiado aborrecidos. Alguns conseguem fugir à regra mas no geral os cenários são fracos. Há uma dimensão onde têm que lutar no Steam Boat Willy, e os designers fizeram a visão da câmara tremer  como se estivessem a ver um antigo episódio de Mickey.

No departamento gráfico os efeitos de armas destacam-se pela positiva. Explosões, raios de energia, tudo está óptimo e mantém a estética desenho animado. Os modelos de personagens inimigas tal como as nossas estão bem conseguidas e variadas. Lutam contra robôs, gnomos, monstros de gelatina, e até mesmo programas de computador. Isso mantém o ritmo, e adiciona uma pitada de descoberta. Ainda mais insanos são alguns dos bosses. Se há uma coisa melhor do que os modelos de personagens, é a variedade das dimensões. Até o final do jogo apesar de não existir uma ideia de progresso ficam sem duvida com ideia de terem passado por inúmeras dimensões.

Além de alguns bugs e história pouco elaborada o jogo também não faz grande serviço no jogo. Apesar da simplicidade consegue fazer rir todas as idades. Embora não seja tão engraçado quanto o filme, ele não decepciona, e continua a ser bem-humorado para a totalidade do jogo. A banda sonora também é um dos melhores aspectos do jogo. Efeitos sonoros e musica criam um ambiente Disney característico de Phineas and Ferb.

Phineas e Ferb é uma fusão muito bem sucedido dos jogos LEGO com Ratchet e Clank.  A acção e plataformas que encontrariam em Ratchet & Clank e nos jogos LEGO está lá, misturado com personalização de armas e upgrades. Vão apanhar parafusos tal como em Ratchet & Clank e um co-op igual ao dos jogos LEGO. O  jogo é  curto em single-player demorando cerca de 4 a 5 horas. No entanto num jogo deste género era difícil pedir muito mais. Sendo as crianças o publico alvo dificilmente estas chegariam ao fim de um jogo com mais de 5 horas.

Não há muito o que amar ou odiar sobre o jogo. Ele faz o que faz bem, mas também como jogaram sempre pelo seguro não há qualquer risco. Todas as mecânicas estão mais do que testadas noutros jogos, o que é outra razão pela qual a duração da campanha é compreensível. Há ainda alguns puzzles mas esta é uma parte muito pequena do jogo e não acrescenta muito para a experiência. Há ainda alguns mini-jogos divertidos que trazem alguma diversão extra aos mais novos.

Tiago Roque

Leave A Comment