Análise Dungeonland

Criado pela Critical Studio ,Dungeonland é um humilde dungeon crawler onde os jogadores enfrentam os seus inimigos à procura do melhor loot e tesouros. Cheio de diversão, morte e bastante pouca coerência  este hack and slash com poucos elementos de RPG tem tudo menos uma componente singleplayer, o que, bem, era bem vindo.  À primeira vista, pode-se supor que Dungeonland é um jogo um pouco superficial que não tem qualquer tipo de profundidade substancial. Na verdade, essa suposição seria bastante precisa. Apesar de ser parte de um género que é conhecido pela sua jogabilidade complexa e profunda cheia de pontos para distribuir e escolha de equipamento, Dungeonland nunca se preocupa com ser excessivamente complexo. Na verdade, é por isso que o jogo funciona tão bem. Embora este seja um dungeon crawler por definição, é mais um jogo casual do que um Diablo. Ele renuncia à profundidade para se concentrar em puro prazer, falta saber se a formula resulta para os restantes jogadores, aqueles que realmente querem um Diablo.

Os jogadores têm como tarefas atravessar labirintos gigantes, os quais fazem parte de um parque temático medieval. No referido parque de diversões, há várias áreas que os jogadores devem resolver. Cada um dos cenários que são oferecidos, têm o seu próprio tema específico. Em cada um existem áreas específicas com monstros e bosses, os quais não têm medo de nos humilhar. Assim, não se enganem, o jogo é difícil, e vão morrer, simplesmente não é complexo. Dificuldade é completamente diferente de complexidade. É tão difícil que um modo “fácil” ou “normal” não existe sequer. Este jogo é um daqueles que foi projectado para testar a durabilidade dos teclados e os nervos do jogador.

Felizmente,  não precisam de sofrer sozinhos uma vez que Dungeonland é claramente projectado para ser jogado em co-op. Juntos podem conseguir tudo mais facilmente e exponencialmente mais agradável, especialmente com quatro pessoas. Os objectivos exigem a ajuda dos outros jogadores, e não há nada mais gratificante do que sentir que conseguiram atingir a vitoria graças ao bom trabalho em equipa. Os combos podem ser feitos em conjunto com companheiros o que ainda incentiva mais este trabalho de equipa e a verdade é que Dungeonland apenas atinge o seu melhor caso estejam a jogar em co-op. Infelizmente este facto tem um impacto ainda maior quando não acontece. Caso joguem sozinhos o factor diversão é cortado para mais de metade e jogar com “trolls” ainda piora mais as coisas.

Quando jogam Dungeonland pela primeira vez, pode ser imediatamente golpeado com uma sensação de que o jogo é um pouco leve em recursos. Mas este é o tipo de jogo que melhora com o tempo. Por exemplo, no início da aventura, existem apenas três tipos de personagens para escolher, no entanto, vão desbloquear sub-classes ao longo do tempo, assim como itens e equipamentos. Infelizmente não há muito incentivo à repetição. O combate é “rudimentar” com poucos ataques por personagem. Devido a isso, o combate não é muito profundo e implicam a repetição das mesmas teclas. Novamente o factor casual entra em jogo. Não tenho nada contra os jogos casuais, simplesmente como jogador habitual estou habituado a uma complexidade maior. Novamente, o jogo é desafiante mas muito superficial.

Além de serem miseráveis devido à sua dificuldade, também podem fazer os outros miseráveis graças ao modo Dungeon Maestro.  Aqui, os jogadores jogam como o senhor do calabouço e, essencialmente, criam todos os cenários da aventura, monstros, itens e outros enfeites para impedir avanço dos heróis. Por si mesmo, isto não é muito emocionante, mas tal como o resto juntamente com uns amigos é brilhante, especialmente se os conseguirem irritar verdadeiramente. Se por outro lado  estão à procura de algo fora deste género como uma narrativa comovente, não vão encontrá-lo aqui. A história em Dungeonland é perto de inexistente, sem ser inexistente, quanto humanamente possível. É um daqueles jogos em que existe uma pequena história de fundo para explicar minimamente porque andamos a matar tudo o que encontramos.

Embora os requisitos do jogo sejam bastante razoáveis, e de fato bastante baixos, a performance não os acompanhada. Há slowdowns e outros problemas de performance em todos os sistemas. Não se consegue explicar por razões de hardware os problemas de framerate qe acontecem em sistemas médios/altos. Como se trata de um jogo online qualquer latência juntamente a estes problemas pode realmente prejudicar a experiência de jogo. Dungeonland não é verdadeiro mau ao olhar. É colorido e graças à direcção artística escolhida não tem de todo um mau aspecto, infelizmente também não é o jogo mais criativo que já joguei, sendo até bastante genérico. Resumindo em termos de grafismo e som é competente.

Dungeonland justifica sem duvida a compra, especialmente de um 4-Pack. Se estão a pensar jogar sozinhos a minha opinião é outra, não vejo razão para comprar Dungeonland se não forem jogar com um grupo de amigos. A dificuldade e bugs ficam muito mais visíveis quando estão sozinhos a olhar realmente para o jogo. Se estiverem no Skype com uns amigos passam bastante ao lado destes defeitos. Caso isso aconteça, pelo preço de dois almoços têm um jogo que pode dar para algumas semanas com umas noites bastante divertidas. Obviamente há jogos muito superiores do género, mas Dungeonland tem alguns trunfos. Não precisam realmente de pensar muito, ao mesmo tempo que o jogo continua a ser desafiante, todos conseguem correr o jogo graças aos baixos requisitos e o preço é bastante baixo especialmente se comprarem um 4-Pack. Tudo isso faz com que Dungeonland valha a pena.

Pontuação: 7.3/10

Requisitos do Sistema

Minimum:

    • OS:Windows Vista / Windows 7
    • Processor:Dual Core 2.6GHz
    • Memory:4 GB RAM
    • Graphics:DirectX 9.0 compatible card with 512MB (minimum Nvidia GeForce 8000, AMD Radeon HD 2000)
    • DirectX®:9.0c
    • Hard Drive:4 GB HD space
    • Sound:DirectX compatible sound card
    • Other Requirements:Broadband Internet connection
    • Additional:Up to 3 controllers for play as heroes; Controller support not available for Dungeon Master Mode

Tiago Roque

Leave A Comment