Análise: Donkey Kong Country Returns 3D

Donkey Kong Country Returns volta, de novo, agora à 3DS numa versão em tudo similar à da Wii, mas um pouco suavizada, o que irá agradar a muitos dos que criticaram esse aspecto no jogo original e cativar de melhor forma novos jogadores que se irão sentir menos frustrados ou tentados a utilizar o Super Guide que por muito útil que seja, jogar o jogo normalmente é muito mais divertido.

Suavizar o jogo foi realmente o objectivo da Monster Games e para isso foi adicionado um novo modo que suaviza a dificuldade do jogo ao adicionar uma série de itens e dando um pouco mais de vida tanto a Donkey Kong como a Diddy Kong que em vez de apenas corações de vida têm três. Isto parece ser pouco para mudar de forma significativa a dificuldade mas a realidade é que ajuda bastante.

donkey_kong_country_header

Como referi, além da vida extra vão poder comprar alguns itens especiais que vos irão poupar a alguns replays. Um balão verde por exemplo irá evitar que percam um nível por caírem uma vez. Existem ainda itens para evitar que percam quando morrem com uma explosão ou até chamar Dikky Dong a qualquer altura, o que como sabem equivale a mais algumas vidas extras. Como também podem equipar três itens em vez de apenas um vão poder calcular melhor do que irão precisar. Se estiverem sempre a perder porque caíram num precipício podem equipar apenas balões verdes por exemplo.

Apesar do novo modo trazer algumas facilidades Donkey Kong Country Returns 3D é ainda bastante desafiante, sobretudo devido ao óptimo design dos níveis e porque apesar de podermos levar mais itens, apenas podemos levar três. Obviamente podem sempre utilizar a ajuda do guia mas isso retira toda a diversão e deve ser utilizado realmente apenas em ultimo caso.

Se possuírem duas copias do jogo podem ainda jogar o modo co-op. Naturalmente este modo funcionava melhor na Wii, uma vez que não eram necessárias duas consolas. Existem ainda oito níveis novos que não existiam na versão Wii e o modo original, que deve ser a escolha para os mais corajosos e todos aqueles que acompanham a série desde o inicio.

screen_shot_2013-04-17_at_18.27.54.0_cinema_640.0

A jogabilidade mantém-se igual, mas todas as mecânicas de jogo intactas e a funcionar solidamente na 3DS. É um jogo em que a nossa habilidade é bem testada e precisa por isso de controlos bastante precisos e é realmente isso que vão encontrar. Não é realmente um jogo em que se possam queixar que morreram devido a um bug ou outro problema do jogo. Se morrerem é porque cometeram um erro e este jogo é um daqueles que vos pune fortemente por qualquer erro.

Além de terem que sobreviver podem tentar encontrar as quatro letras que existem espalhadas por todos os níveis. Se conseguirem recolher todas as letras irão desbloquear alguns níveis especiais ainda mais desafiantes que os normais. Felizmente tudo isto é opcional, pois se todo o jogo já é realmente desafiante imaginem a dificuldade destes níveis.

donkey-kong-country-returns-3ds-screenshot

Visualmente não há realmente muito a separar a versão 3DS da versão Wii. Há um decréscimo da resolução e uma aparente diminuição da  framerate mas nada salta realmente à vista como inferior se jogaram o jogo original e nada afecta a jogabilidade. A componente 3D também está bastante bem conseguida e acrescenta realmente uma nova dimensão ao jogo.

Apesar das suas origens, Donkey Kong Country Returns 3D é um jogo para a 3DS a todos os níveis e não deve nada ao jogo original. A estrutura do jogo faz com que possam jogar sessões curtas no comboio ou autocarro. Melhor do que ninguém a Nintendo consegue transmitir uma nostalgia incrível com jogos como este ou New Super Mario Bros, mantendo tudo do que fez da nossa infância tão memorável em termos de jogos.

 

 

Tiago Roque

Leave A Comment