Análise Expeditions Conquistador

Grande parte da história real é marcada pelas conquistas portuguesas e espanholas. Por vezes esquecemo-nos que um dia fomos donos de metade do mundo, com um império capaz de rivalizar com muitos outros da história. Podemos não ter entrado em muitas guerras, mas as conquistas dos nossos vizinhos espanhóis foram bastante sangrentas.

Expeditions Conquistador explora esta parte da história, ficando o jogador encarregue de controlar um explorador nas Americas.  Além da nossa personagem, o jogador pode contratar caçadores, médicos, soldados, entre outros. Ao contrário de um tradicional RTS, aqui o jogador tem que se preocupar com outros pequenos pormenores. Não ter um médico por exemplo pode ser um erro fatal. Estamos a falar do tempo em que uma pequena ferida podia infectar e matar. Os soldados são também fracos caçadores e ter comida é essencial para sobreviver.

Depois de criarem a vossa personagem o jogo começa com a chegada do barco ao novo mundo. A primeira cidade oferece algumas missões bastante básicas que funcionam basicamente como tutorial. O governador da primeira cidade obriga-nos a ajudá-lo ao apreender o nosso navio e assim começa a aventura. Expeditions Conquistador funciona em parte como RTS mas também muito como RPG. Vão aceitar quests e explorar o mundo a tentar completa-las, encontrando recursos pelo caminho, o que o torna muito semelhante à estrutura de um RPG.

Apesar de não estarmos a falar de piratas, a maior inspiração para Expeditions Conquistador é sem duvida Sid Meier’s Pirates. O objectivo é basicamente explorar a área, tentar manter a moral da tripulação em alta e no fundo tentar acumular o maximo de riquezas possível. Mas em Expeditions Conquistador não basta manter a moral do grupo em alta. É preciso preocuparmo-nos com os sentimentos de cada um dos membros da tripulação. Como cada um deles tem uma personalidade diferente, as nossas ações irão também ter resultados diferentes na sua moral.

expeditions-conquistador-combat-gameplay-w.1.mp4

Além de pessoas e da comida para a sua sobrevivência é também preciso gerir o equipamento que cada uma precisa e usa. Felizmente Expeditions Conquistador resolve alguns problemas ao não diferenciar equipamento. Em vez de o jogador ter que comprar vários tipos de equipamentos diferentes, como armas ou arcos, tem que comprar equipamento genérico, que depois de equipado assume a especialização necessária. Para os que gostam de controlar tudo e mais alguma coisa este sistema pode não satisfazer, mas para aqueles que como eu que gostam de estratégia mas não gostam de gerir tudo é ótimo.

A movimentação em Expeditions Conquistador não é ilimitada. Apenas se podem mover uma certa distancia por dia e depois vão ter que parar e acampar. Assim que acampam vão ter que atribuir funções à tripulação como caçar ou guardar o acampamento. Caçar por exemplo é essencial, porque os preços da comida são simplesmente demasiado elevados.

ExpeditionsCtxtscr_005-large

Sempre que existe uma batalha, o jogador tem que escolher seis elementos para formar um grupo. Antes da batalha propriamente dita existe uma fase de preparação onde podem alterar posições e armadilhar um pouco o mapa. Assim que a batalha começa então o melhor é focar cada um dos inimigos individualmente. Uma táctica que a IA usa também com ótimos resultados. Sempre que uma unidade ficar ferida, isso não fica resolvido no final da batalha. Existe um período de recuperação que obriga a que tenham medicamentos e um médico atento durante alguns dias. Tudo isto fica um pouco mais complicado quando um dos feridos é um médico.

Expeditions Conquistador é sem duvida um bom jogo. Apesar de poupar em complexidade em algumas partes do jogo, consegue oferecer bastante complexidades noutros. É preciso muito a ter em conta quando fazemos algo em Expeditions Conquistador, o que me obriga a recomendar este jogo apenas para os jogador mais pacientes. Se acham que se enquadram nesse grupo então Expeditions Conquistador é para vocês.

8.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment