Análise Trackmania 2 Valley

Ainda à pouco tempo lançamos a análise de Trackmania Stadium e já temos mais um jogo da série. Se quiserem saber um pouco mais sobre o jogo anterior podem ler a nossa análise aqui. Valley trás consigo um novo cenário e uma série de novos veículos, mas fora isso não inova em realmente nada e os problemas que afastam ainda alguns jogadores continuam presentes. A interface do jogo continua a ser o seu maior problema e o editor de níveis difícil de usar também, mas também tudo o que viciou jogadores durante anos está aqui.

Para um iniciante o jogo é realmente difícil de entender no início, mas uma vez que aprenderem o básico, tudo o que vem é diversão. Tal como já disse na análise anterior, Trackmania não é o meu jogo de corridas favorito, longe disso, nem sequer sou muito bom nele, mas consigo ver o charme sem qualquer duvida.  Se são  novos na experiência de Trackmania, Valley é provavelmente o pior sitio por onde começar. Cada jogo tem um carro diferente, e o de Valley é certamente o mais difícil de controlar. O carro aqui é longe de ser tão rápido quanto os outros dois, mas compensa isso em falta de aderência ao solo.

Se por outro lado jogaram Stadium,  a transição para o carro de Valley parece ainda mais complicada. Isso pode ser visto de duas formas obviamente. Se por um lado é frustrante ter que aprender tudo de novo, isto também mostra o quão diferentes os jogos são. Isto poderia levar para uma discussão completamente diferente. Se vender um jogo que poderia ser muito bem vendido como um pacote completo, dividido em três partes, mas isso fica para uma próxima.

É muito mais fácil deslizar com este novo carro, mas isso também resultar em muito mais perdas de tempo. Num jogo em que pequenos milésimos fazem a diferença isto torna o jogo muito mais difícil. Um pequeno drift aqui lança-nos para fora da estrada ou pelo menos longe do percurso que pensamos. A maioria dos percursos são fora da estrada e isso torna tudo ainda mais complicado. Se o carro por si já é difícil de controlar, em offroad é ainda pior.

Valley

Uma vez que os carros são um pouco mais difíceis de lidar, o início das corridas acaba com pelo menos metade dos concorrentes a saltar fora da pista na primeira corrida. A falta de colisão dos carros só torna tudo mais hilariante. Os danos dos veículos continuam a ser apenas visuais e o grafismo mantém-se no nível dos jogos anteriores, o que não é propriamente uma surpresa uma vez que no fundo estamos a falar do mesmo jogo.

Os fãs sabem que o multiplayer é praticamente a única opção aqui, ou pelo menos a única que faz realmente sentido jogar. Ganhar medalhas é divertido mas o jogo está no seu melhor quando começamos a correr pelas tabelas de classificação. As pistas são curtas e a forma como podemos reiniciar instantaneamente tornam o jogo ainda mais viciante. A forma como o jogo está construído faz com que o treino seja muito importante para conseguir competir ao mais alto nível, Trackmania é visto por muitos jogadores como um verdadeiro desporto.

orig_13543035202

Para conseguir os melhores tempos é preciso estudar a pista, praticar bastante e jogar a mesma pista centenas de vezes, algo que muitos jogadores parecem não ter problemas em fazer.  Posso não ser o melhor jogador de Trackmania, nem sequer o maior fã, mas tenho que admitir que depois de jogar um pouco é difícil largar. Não há realmente outro jogo parecido com Trackmania, nenhum outro consegue trazer a competitividade online para o mesmo nível e esse é o seu maior trunfo.

7.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment