Análise ArmA Tactics

ArmA Tactics é um jogo de estratégia por turnos da Bohemia Interactive, semelhante a Jagged Alliance. Como podem ver pelo nome pertence à série ArmA, o simulador militar que se tornou super popular graças ao mod DayZ. Além do PC é jogável em tablets e smartphones. Os jogadores têm o controle de até 4 soldados para executar missões estabelecidas em grandes ambientes. Já antes vimos a transição entre FPS e estratégia, fazendo lembrar bastante aquilo que a Guerrila fez com Killzone.

Esta é sem duvida uma boa tentativa de tentar lucrar com o sucesso de ArmA 2. Os controlos são simples, talvez porque vêm de um jogo para dispositivos móveis onde a complexidade não abunda. Os jogadores podem facilmente mover a câmara e os controlos da personagem também são intuitivos, sendo possível fazer tudo com um ou dois cliques. Para um jogo feito para tablets e smartphones é surpreendentemente detalhado. Não está obviamente ao nível de um AAA actual mas porta-se bastante bem. Para conseguir este aspecto a Bohemia deixou de lado o grafismo realista de ArmA e optou por um grafismo um pouco mais cartoon. Não ao estilo Team Fortress mas sim ao estilo Counter Strike.

A jogabilidade em si é bastante simples e não há assim tantas acções que podem ser executadas. O jogo consiste em mover personagens, atacar os inimigos com armas de fogo, granadas ou corpo a corpo e assistir as unidades feridas. O jogo vem com duas campanhas completas com um enredo razoáveis ​​, bem como um criador de missões que pode dar alguma longevidade adicional. Ao completar missões , os jogadores são recompensados ​​com dinheiro e experiência que podem ser gastos a melhorar as competências específicas das personagens , comprar armas e equipamentos.

Um dos maiores problemas do jogo é a falta de informações sobre as personagens. Antes de uma missão começa , os jogadores são capazes de seleccionar o equipamento para o nosso grupo. No entanto, a não ser que os jogadores se lembrem de quem tem a habilidade de atirador melhor por exemplo, eles não serão capazes de descobrir a menos que eles deixem a missão e voltem ao menu. Armas e equipamentos não têm qualquer indicação de quanto dano dão. O jogo é ainda marcado por alguns problemas técnicos. Por vezes as personagens têm vantagem de altura e são atingidos por tiros de outros pisos, o que estraga bastante o sistema de cobertura.

unnamed

Arma Tactics é divertido e agradável com missões desafiadoras e armas e equipamentos para melhorar as personagens que tornam o jogo mais profundo do que a jogabilidade deixaria antever. Com uma jogabilidade e controlos simples, a campanha não vai demorar muito tempo para ser concluída na dificuldade normal. No entanto, existem muitas combinações de missões que os jogadores podem criar usando a função Criar Missão. O jogo é visualmente detalhado nos seus ambientes e personagens, contando ainda com boas animaçãos.

Apesar de funcionar bem no PC eu recomendaria este jogo para tablet ou smartphone. A jogabilidade simples e sessões curtas de jogo funcionam bem em todos os sistemas mas funcionam especialmente bem nas plataformas móveis. Se são fãs da licença podem ficar um pouco decepcionados com tudo e são fãs de jogos de estratégia por turnos podem ficar decepcionados com a sua simplicidade, mas há aqui pontos positivos, desde que se jogue sabendo exactamente o que este tem para oferecer.

6/10

Tiago Roque

Leave A Comment