Análise Teslagrad

O aspecto mais marcante da apresentação de Teslagrad é a forma não verbal como ele comunica com o jogador. Não há uma única frase lida ou escrita durante todo o jogo. Não é uma história complexa, um bebé é entregue numa casa uma noite de tempestade pelo pai fugitivo, antes de sair de casa dos anos mais tarde, caçado e perseguido todo caminho até uma torre misteriosa . É aqui que o jogador vê a história da torre, a cidade e os seus habitantes gradualmente revelados através de pictogramas , e até mesmo pequenos teatros de fantoches .

É um conto de poder, ganancia e corrupção sem um final feliz . Os Teslamancers claramente saem pior no conflito, mas o seu controlo dos elementos eléctricos tiveram um impacto longo e duradouro no seu mundo. Como o menino a entrar na torre, recebe o primeiro dos poderes Teslamancy que formam as partes integrantes do jogo. O jogador esses poderes para si mesmo, para dar uma carga em blocos de metal , mudando sua polaridade para resolver enigmas.

Dentro das limitações, é surpreendente a variedade que os criadores conseguiram encontrar visualmente, e o estilo de arte é outra grande força para o jogo. Há contrastes fortes entre os pólos magnéticos por toda parte, com o vermelho contra o azul em todos os momentos e um uso ocasional de elementos 3D para enfatizar o tamanho e a escala do jogo. O ambiente é ainda reforçado por uma banda sonora fantástica. O combate é praticamente inexistente até porque jogamos como uma criança sem grandes sem grandes meios de ataque. Dada a sua fragilidade, o jogo é mais mais sobre puzzles do que um comum metroidvania. Na posição mais acima da torre, os desafios e puzzles que encontramos são muito mais complicados e desafiantes.

Infelizmente, algumas áreas são simplesmente muito difíceis para o seu próprio bem , contando com tentativa e erro para descobrir a solução e em seguida, sendo particularmente difícil de executar com sucesso. Se morrerem, o sistema de pontos irá ajustá-lo de volta para o início de uma área, mas mortes repetidas começam a se tornar cada vez mais chatas. Batalhas contra bosses são poucas e dependem de tentativa e erro e morrer manda-nos para o inicio da luta.

Teslagrad é um bom jogo, belo e que consigo fazer tanto sem qualquer palavra dita. É indicado para quem gosta de puzzles uma vez que a acção é quase inexistente. O maior problema é a falta de razões para voltar a Teslagrad depois de completar a história.

6.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment