Análise Escape Goat

Em Escape Goat e tal como o nome indica, jogamos como um bode. O objectivo final é ajudar a salvar uma colecção de ovelhas. Por alguma razão . Acompanhando o bode está sempre um rato por qualquer razão que não importa muito. Os dois têm nove áreas para explorar , oito com cinco níveis , e o nono com nove. Cada área tem como objectivo alcançar a porta de saída mas a variedade dos níveis é decente.

Este é um daqueles jogos que exigem pensar alguns movimentos à frente, mas fá-lo de maneiras geralmente muito inteligentes e agradavelmente intuitivas. Em outras ocasiões, ele simplesmente requer uma boa habilidade de plataformas. O rato entra em jogo quando precisamos de alguém para carregar num interruptor. Deixem-no ir e ele vai rastejar interminavelmente sobre superfícies em que pode andar, carregando nos botões em que ele caminha. Ou podemos simplesmente colocá-lo no chão num lugar fixo , e depois teleportar-lo de volta quando quisermos. Em determinados níveis , uma vez que encontramos um chapéu mágico , podemos trocar de lugar com o rato à vontade, o que lhe permite sair de áreas fechadas.

Então, naturalmente, os destaques são para o fim , quando os níveis começam a exigir todas essas habilidades que vamos aprendendo para resolver puzzles cada vez mais complexos. É realmente uma exibição perfeita de uma curva de dificuldade, ensinando-nos todos os conhecimentos necessários antes de nos atirar aos lobos. No entanto , a dificuldade é um pouco baixa em alguns níveis. Níveis mais avançados ocasionais são um pouco decepcionantes quando se percebe o quão simples podem ser resolvidos. Em parte essa facilidade vem do treino que tivemos anteriormente, mas o facto de Escape Goat se tornar fácil a si próprio não pode ser realmente desculpa.

Não é um jogo longo, demorando poucas horas a completar, mas depois disso existem ainda alguns níveis extra desafiantes. Ainda mais razão para ficar por aqui vem na forma de um editor de níveis . Uma bela e simples ferramenta permite criar níveis e ir direto para eles, e que nos dá mais algumas horas extra de jogo. Os gráficos são pixelizados, algo que por si só não é mau mas não há uma direcção artística realmente original. Escape Goat é um bom jogo que vai ficar à sombra de alguma da concorrência. Não faz nada de realmente original, mas proporciona uma experiência sólida mas curta. Se o conseguirem encontrar por um preço baixo vale realmente a pena. Caso contrário esperem por oportunidade.

6.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment