Análise: Etherium

Etherium é um RTS sci-fi da Tindalos Interactive. Apresentando o potencial para grandes batalhas, ambientes dinâmicos e campanhas longas, o foco do jogo é a luta para recolher um recurso precioso chamado etherium. Para começar, os jogadores escolhem uma de três facções: o Consórcio representam seres humanos, os Intar, cuja fé tornou-os fanáticos e os Vectides, uma cultura ressuscitada a partir do etherium. Estas facções disputam o recurso etherium, que vem de animais inter-dimensionais que o colocam num lote seleto de planetas.

Cada facção luta com as suas próprias unidades individuais e bónus, existindo um bom equilíbrio entre fações. Cada facção tem uma selecção decente de infantaria, veículos terrestres e aéreos disponíveis, com unidades de maior poder proporcionando uma vantagem sobre certas categorias de tropas. Há também unidades colossais, que são essenciais para destruir rapidamente edifícios inimigos.

2619048-etherium-15

Cada luta terá lugar em um dos seis planetas no jogo, com cada um tendo um ambiente único. Coisas como tempestades de areia , tornados e condições árticas interferem com as nossas unidades. Isto adicionam um elemento agradável de estratégia inesperado ao jogo. Os mapas em si são divididos em setores, e os jogadores devem enviar equipas de comunicações para criar edifícios em pontos designados para expandir seu alcance em cada setor.

O modo de conquista vai dar aos jogadores a campanha mais longa fora de qualquer coisa no jogo, mas torna-se um problema em toda a campanha no estágio inicial. Os jogadores têm de gastar pontos de investigação para desbloquear várias unidades e novos níveis tecnológicos, ou seja, as primeiras voltas são gastos sem a capacidade de fazer unidades de maior porte. Isso pode fazer das primeiras experiências de combate um pouco enfadonhas e repetitivas, especialmente quando apenas temos soldados de infantaria.

0036748

O mapa galáctico é um modo de conquista exclusivo, onde os jogadores determinam que planeta vão atacar e serve apenas como um breve interlúdio entre as lutas da campanha. Acrescentado o gimmick “jogo de cartas” para o mapa galáctico adiciona uma aleatoriedade à campanha que se sente desnecessária. O modo Skirmish oferece a ação mais divertida, e permite ambos 1 vs 1 e 2 vs 2. Utiliza os mesmos mapas do modo de conquista o que pode levar a uma grande quantidade de repetição em termos de mapas.

Depois de algumas horas de jogo, a AI também se torna relativamente previsível nos seus ataques, permitindo uma vitória certa. Além disso, o enredo do jogo nunca realmente evolui para nada além “tudo que eles querem é o recurso etherium”.

 

Tiago Roque

Leave A Comment