Análise: Titan Souls

Depois de morrer 311 vezes em Titan Souls sinto-me preparado para dar a minha opinião sobre o jogo. Parte Shadow of the Colossus, parte Dark Souls e muito amor pelos 8bit, Titan Souls oferece das melhores batalhas contra bosses de que me lembro nos últimos tempos. Isso é também a única coisa que faz. Além de um ou dois puzzles com base na exploração e a exploração necessária para encontrar os bosses não há mais nada em Titan Souls, mas também não o há em Shadow of the Colossus e isso não o impede de ser um dos melhores jogos de que tenho memória.

A jogabilidade é simples e todos os bosses são derrotados da mesma forma, com uma flecha no seu ponto fraco. Por vezes temos que fazer algo antes para que este ponto se torne visível, mas no fundo todos se resumem a isso. Morrer é tão normal como em Dark Souls. Eu por exemplo morri 311 ao longo do jogo e talvez tenha derrotado alguns dos bosses sem morrer, mas o normal é morrer à volta de 20 vezes em cada combate. As primeiras vezes para tentar encontrar um plano para derrotar o boss e as restantes a tentar colocar o plano em prática.

titan-souls-boss

No final de cada combate somos presenteados apenas com um flash de luz branca e a possibilidade de prosseguir para o boss seguinte. Não há qualquer evolução da personagem ou do seu equipamento. Desde o inicio do jogo até ao fim que um ataque inimigos nos mata e não há qualquer habilidade a aprender. A única “personagem” que melhora ao longo do jogo é o jogador que vai aprendendo a dominar os controlos e a apontar melhor o projetil que é a nossa única arma.

No que toca a história também não há nada. Sabemos que temos de eliminar estes bosses, Titans, que estão espalhados por um mundo que facilmente poderia ser mais rico em detalhes. Pessoalmente gostaria de saber um pouco mais sobre o mundo do jogo, até porque os Titans apenas estão lá parados e aparentemente abandonados à centenas de anos e não vejo qual a razão de os ter de matar a todos.

ss_b3487101e39d29a2e163778fea4d69e07fb1cf84.1920x1080

Graficamente Titan Souls oferece visuais ao estilo 8 ou 16bit que não irão agradar a todos. Pessoalmente gostei do que vi mas reconheço que poderia ser um pouco mais detalhado. A banda sonora por outro lado é bastante agradável e dificilmente não irá agradar a todos os jogadores. Adapta-se na perfeição ao ambiente de civilização perdida e aos momentos quando sobem de intensidade.

Não há muito mais para falar na verdade. Ou melhor. Poderia descrever as batalhas mas iria acabar com a diversão do jogo. Titan Souls faz uma coisa e faz-la bem. Os combates são variados apesar de manterem a mesma estrutura base desde o primeiro até ao último boss. Além disso nunca senti que o jogo se tornava monótono. Dura exatamente o que deveria durar e senti até vontade de voltar a enfrentar alguns dos bosses.

Tiago Roque

Leave A Comment