Análise: DiscStorm

Discstorm foi um jogo que achei bastante divertido, foi desenvolvido por uma pequena equipa de desenvolvedores, a XMPT GAMES e publicado pela Mastertronic.

Discstorm consiste em dois modos, Single Player e Muiltiplayer, e são cerca de 10 níveis incluindo o tutorial bastante semelhantes. Ou seja não se trata de um jogo muito grande, mas contudo volto afirmar que é bastante divertido para quem gosta deste género.

ss_bd4b0f8327f094dc956d8fbe9f5406e49d421932.600x338

O single player consiste em escolher um dos personagens que temos à nossa disposição e ir passando nível após nível, quando chegamos ao fim de cada, ganhamos uma pontuação que nos irá dar um rating, ou seja podemos sempre voltar atrás e repetir para tentar aumentar o nosso rating para desbloquear mais conteúdo, como por exemplo fatos (costumes) e outros extras para o nosso personagem.  

O jogo não tem propriamente modo de história, mas consiste em várias arenas onde vão aparecendo vários tipos de inimigos. Dispomos de 3 discos que fazem ricochete nas parede e objectos do mapa de maneira a ir limpando a  arena. Cada nível é composto por várias etapas onde eventualmente iremos ter uns minibosses e no final teremos um Boss Final mais dificil.
Os bosses seguem padrões dos quais teremos que estar com atenção para os podermos eliminar.

ss_963689735b37ea7505ac5104b03f85e75fcacd0d.600x338

O modo multiplayer é de longe o que nos agarra a este jogo visto o single player ser um pouco curto, embora seja apenas local. permite-nos jogar com mais três amigos num ambiente de arena mais empolgante. Embora seja mais básico que o single player o único objectivo é derrotar os nossos amigos numa arena estilo battle royal. Contudo não existe qualquer recompensa como no modo single player, embora haja alguns achievements que podemos obter no modo multiplayer.

Tiago Roque

Leave A Comment