Análise: Razer DeathAdder Elite

O Razer DeathAdder Elite é o novo rato Chroma com fio da Razer e além de cor e design é imensamente ergonómico mesmo para mãos mais pequenas. Não posso dizer que seja conhecedor de todos os modelos que a Razer já lançou, apenas daquilo que me foi passando pelas mãos, mas pelo que sei este é um novo design de um dos ratos da marca. Não sei até que ponto é superior em termos ergonómicos, apenas que se adaptou que nem uma luva à minha mão e tem boas hipóteses de se tornar o meu rato habitual.

Além da forma ser fantástica, especialmente porque é um rato desenhado para jogadores destros e assim se adapta melhor à mão do que um rato universal (desculpem jogadores esquerdinos), o DeathAdder está bem servido no resto das suas componentes. Comecemos por botões. Além do clique direito e esquerdo que respondem bem em toda a superfície, o que é óptimo para quem tem mãos pequenas, o rato tem ainda dois botões laterais, ambos do lado esquerdo, e dois botões na zona da roda de scroll que nos permitem alterar dos dpis sem ter que aceder ao Synapse  A roda de scoll é na minha opinião um dos aspecto mais bem conseguidos, com algum relevo nos dá mais aderência e providencia um pouco de sensibilidade extra.

No que toca aos materiais a minha única queixa é um clique que se ouve por vezes ao pousar a mão no rato, como que um som de um plástico a encaixar, o que se deve muito provavelmente ao uso contínuo que outros sites já fizeram desta unidade. Mas se aconteceu com este muito provavelmente irá acontecer com a grande maioria dos ratos. Não é sequer um problema pequeno, é um problema minúsculo, num rato que demonstra alta qualidade dos plásticos que o compõe. Todos eles parecem sólidos e altamente resistentes, assim como o cabo de USB de ligação.

A conectividade é também excelente, mas infelizmente obriga-nos  a utilizar o software da Razer, o Synapse, ao qual não me consigo habituar. É pesado e a interface pouco intuitiva, com avisos que parecem opções e nunca é linear fazer o que quer que seja. Por outro lado é uma necessidade por isso mais vale habituar-me especialmente porque graças a ele conseguimos ter acesso a algumas funcionalidades realmente interessantes, especialmente uma que apenas funciona com jogos compatíveis e que permite obter feedback do jogo na iluminação dos periféricos. No que toca a ratos esta funcionalidade é limitada e vou explicar em mais detalhe quando lançar a análise ao teclado que também recebemos, mas resumidamente no jogo que experimentei a funcionalidade, Battle Chasers, sempre que um combate é iniciado ou uma habilidade especial é usada existe um feedback luminoso no rato.

O Razer DeathAdder Elite está marcado ao preço certo e graças a uma construção sólidas, bons extras em termos de funcionalidades, acesso rápido a dpis e um design altamente ergonómico para destros, consegue ser uma proposta altamente interessante e competitiva. Se estão à procura de um bom rato é de aproveitar, estamos na altura perfeita para ir às compras.

Tiago Roque

Leave A Comment