Análise: Megaquarium

Tal como em muitos jogos de gestão os estudiso têm colocado os jogadores a gerirem coisas bastante estranhas, os criadores de Megaquarium agora entenderam que o jogador deveria agora gerir um aquario.

Desenvolvido pela Twice Circled, que anteriormente nos deu Big Pharma, onde o jogador geria um grupo farmaceutico, agora eles voltam-se para o mundo dos aquários, dando ao jogador a tarefa de construir e gerir uma série de aquarios e alguns objectivos para ir cumprindo ao longo do jogo.

O jogo facilita-nos coisas à medida que o jogador começa por construir tanques simples e os vai enchendo de espécies básicas que estão inicialmente disponíveis. A partir daqui, a dificuldade sobe lentamente a cada novo nível, trazendo consigo uma maior expectativa dos convidados que deixam de aceitar ver os filtros e outros itens técnicos que temos de começar de esconder atrás dos itens decorativos.

Megaquarium é um jogo colorido e o pequeno espaço que temos rapidamente fica cheio e temos de empurrar as paredes para criar mais espaço para tanques e recursos para manter sua convidados felizes. A felicidade dos convidados é o que financia os pontos de investigação que nos irão permitir obter novas espécies por exemplo e esta felicidade torna-se mais difícil de obter com o decorrer do jogo, sendo necessários constantes ajustes para manter o equilíbrio, já que é claro que não são apenas os hóspedes que precisam ser mantidos felizes, mas também as exposições que têm de ser mantidas. Os tanques têm que ser devidamente filtrados e aquecidos o suficiente.

A parte mais surpreendente do jogo é que resolver os problemas de um aquário é realmente divertido e ver o nosso humilde aquário evoluir para uma próspera colecção é um processo bastante viciante. Mesmo quando existem elementos complicados como bombas ou como colocar portas o jogo raramente é frustrante ou lento.

Para alguns jogadores mais aventureiros, as opções disponíveis podem parecer um pouco básicas, mesmo que o jogo ofereça uma enorme variedade de tanques e muitas opções estéticas, o que deve possibilitar a construção do aquário de sonho de cada jogador. O resultado final é uma experiência leve mas gratificante e sobretudo diferente com uma temática um pouco estranha mas que faz todo o sentido assim que se começa a jogar Megaquarium. Obviamente que não irá agradar a todos e mesmo os fãs do género poderão achar as mecânicas do jogo um pouco básicas, mas quem procura uma sessão de jogo relaxada tem aqui algo que corresponde.

Tiago Roque

Leave A Comment