Análise: Namco Museum Archives Vol 1 & 2

Quem começou este hobbie dos videojogos na antiga NES lembra-se certamente de muitos dos clássicos da Namco. Jogos como Dig Dug, Galaxian ou Pac-Man eram dos meus jogos favoritos da altura ao lado de Super Mario Bros e Contra. Apesar de sempre me ter inclinado mais para jogos com inicio e fim, os jogos arcade da Namco sempre foram dos meus favoritos e podia passar horas a tentar chegar mais longe. Apesar de sempre terem existido estas compilações de jogos antigos, especialmente da Namco, Atari e SEGA, acho que desde que começaram a sair as consolas mini que existe mais cuidado com a apresentação destas compilações.

Vol 1 e 2 são dois jogos separados que precisam de ser adquiridos separadamente, no entanto são dois pacotes diferentes. O primeiro volume contém Galaxian, Xevious, Mappy, Dragon Buster, Pac-Man, Pac-Man Championship Edition, Dig-Dug, The Tower of Druaga, Sky Kid, Dragon Spirit: The New Legend e Splatterhouse: Wanpaku Graffiti. A apresentação dos menus está realmente bem conseguida, com fundos limpos e uma boa banda sonora. A coleção é realmente interessante, no entanto acho que facilmente podiamos estar a falar de apenas um jogo a conter todos os jogos já que pelo preço dos dois juntos quase que podemos comprar uma NES Mini com todo o hardware associado.

Navegamos pelos menus na horizontal e ao selecionar um jogo temos acesso a algumas informações sobre este. Todos os jogos têm uma opção para guardar a qualquer momento existindo 4 slots por jogo para guardar o jogo. Além disso podemos a qualquer momento voltar atrás no tempo, no entanto esta opção não funciona proprimanete da forma que seria de esperar. Primeiro nunca conseguimos saber exatamente quanto tempo vamos voltar no tempo. Além disso esta opção também não funciona muito bem quando utilizada perto de um ponto de gravação. Quando voltamos no tempo depois de carregar um jogo guardado voltamos para antes de termos carregado o jogo. Não faz qualquer sentido e normalmente apenas nos obriga a carregar novamente o jogo.

Quanto aos jogos em si não há muito para dizer que não tenha sido já dito antes. Galaxian por exemplo apesar de ser dos meus jogos favoritos, é um concorrente directo de Space Invaders lançado em 1984. Tudo o que poderia ter sido dito sobre o jogo já foi dito antes. O mesmo acontece com praticamente todos os outros com a excepção de Pac-Man Championship Edition. Este pode não parecer mas é um jogo novo inspirado em Pac-Man DX+ mas se esse jogo tivesse saído nos anos 80. Os restantes jogos podem não ser tão conhecidos da maioria dos jogadores e podem realmente encontrar aqui algo que lhes tenha escapado na altura. Dragon: Spirit: Thew New Legend por exemplo é um shooter em que controlamos um dragão em vez uma tradicional nave e é realmente interessante, assim como Splatterhouse: Wanpaku Graffiti que além de um bom jogo é uma estreina por estes lados já que o jogo nunca saiu do Japão no lançamento original.

O segundo volume inclui Galaga, Battle City, Pac-Land, Dig Dug II, Super Xevious, Mappy-Land, Legacy of the Wizard, Rolling Thunder, Dragon Buster II, Mendel Palace e Gaplus e não muda em nada a formula do primeiro volume. A minha única crítica a este segundo volume é que ao contrário do primeiro volume em que todos os jogos são excelentes, aqui nem tanto. Pac-Land por exemplo não é realmente bom e tem como único ponto forte o facto de ser o primeiro jogo a utilizar Pac-Man fora da jogabilidade tradicional. Uma boa curiosidade deste pacote é Mendel Palace que é um jogo de ação e puzzles da Game Freak que os fãs conhecem atualmente apenas pelos jogos da saga Pokémon.

Os fãs retro vão encontrar muita coisa para gostar aqui. Pessoalmente gosto mais de adquirir estes jogos de forma isolada em serviços para a consola virtual da Wii U, mas a realidade é que este é um pacote realmente interessante e com uma apresentação cuidada. Talvez fosse melhor lançar apenas um volume com todos os jogos por 30€ em vez de dois volumes por 20€ cada um. O facto de existirem alguns jogos novos e outros que chegam pela primeira vez ao ocidente incluidos faz deste pacote obrigatório para os fãs. A única coisa que falta são os manuais dos jogos para que fosse mais fácil jogar alguns dos jogos, mas essa é apesar de tudo uma critica menor.

Tiago Roque

Leave A Comment