Análise: void tRrLM(); //Void Terrarium

A NIS, Nippon Ichi Software, pode ser conhecida pela série Disgaea mas os jogadores que jogam os muitos outros jogos editados pela NIS sabem que esta vai muito além de apenas Disgaea, lançando muitos outros RPGs e jogos de outros géneros e nunca parece ter medo de experimentar conceitos novos. Um dos seus mais recentes lançamentos é void tRrLM(); //Void Terrarium, que pode simplesmente ser chamado de Void Terrarium e é um RPG com elementos roguelike.

A premissa do Void Terrarium é simples. Jogamos como um robô, Robbie, que vive num mundo deserto onde a humanidade está extinta, no entanto, encontramos uma humana perdida, que recebeu o nome de Toriko, e o jogador começa a protegê-la neste novo planeta perigoso e contaminado. Para fazer isso, temos de explorar o deserto para recolher componentes para construir e manter um terrário para Toriko viver. O jogo continua relativamente leve na narrativa a partir daí e temos que nos preocupar apenas em que Toriko viva.  Void Terrarium é um roguelike e cada vez que entramos numa das masmorras do jogo, começamos novamente no nível 1. Explora vários níveis aleatórios das masmorras à procura do nível seguinte e combatendo inimigos num combate por turnos. À medida que ganhamos experiência, também ganhamos novas habilidades passivas que são selecionadas aleatoriamente.

Void Terrarium não faz de muito eleborado mas faz o básico da maneira certa. É um jogo rápido com jogabilidade intuitiva e uma interface muito fácil de ler. O jogo usa uma palete de cores suaves e muitas partes da banda sonora baseiam-se num piano relaxante. Como em qualquer jogo roguelike, um pouco de aleatoriedade está envolvida, o que pode ser frustrante de vez em quando, especialmente quando por muito que tentemos estamos condenados a não ir muito longe com o que o jogo nos dá. Enquanto estivermos numa masmorra, armadilhas e efeitos de status são comuns. Estes tipos de elementos não são incomuns neste estilo de jogo, mas Void Terrarium parece usar da mecânica com mais frequência do que outros jogos semelhantes.

 

Além das mecânicas de roguelike está um sistema de cuidados de uma mascote, sinceramente não sei como descrever melhor, mas bsicamente pensem num Tamagotchi e têm uma ideia. No caso do Void Terrarium temos de cuidar de Toriko enquanto exploramos as várias masmorras. Ela ficará com fome por exemplo e temos de alimentá-la com os itens encontrados na masmorra, pode não parecer muito higiénico mas funciona perfeitamente como mecânica de jogo. Cuidar de Toriko não é todo muito aborrecido, desde que a alimentem e limpem o terrário de cada vez que sairem para uma masmorra. Isto garante que não irão precisar de se preocupar com ele durante algum tempo, mas quanto mais tempo passarem na masmorra mais cuidados com Toriko irão ser precisos.

O principal objetivo nas masmorras é recolher materiais para fabricar itens para o terrário de Toriko. No entanto, na maioria das vezes, não estamos à procura de componentes específicos. Em vez disso, estamos à procura de quatro moedas diferentes que podem ser usadas para construir uma variedade de itens. Estas podem ser de quatro cores: verde, azul, amarelo e rosa. Existem algumas exceções a esta regra, já que podemos encontrar plantas nas masmorras, que são necessárias para fazer novos itens, , mas ma maior parte das vezes apenas temos de nos preocupar com as moedas. Quando saímos da masmorra, quer se saia intencionalmente ou derrotado, a maioria dos itens que recolhemos são divididos nessas quatro moedas e a partir daqui, podemos começar a criar novos itens.

Para cada item do terrário que se fabrica pela primeira vez, Robbie ganha um bónus permanente para uma das suas estatísticas e esta é a forma de progressão permanente do jogo. Existem também alguns itens que melhoram Toriko ou o próprio terrário e esses bónus permanentes tornam mais fácil para Robbie avançar mais nas masmorras. A área onde Void Terrarium não impressiona é na variedade e design das masmorras. Existem cerca de 8 masmorras diferentes no jogo, mas todas elas parecem semelhantes e todas funcionam geralmente da mesma maneira. Se não houvesse uma mensagem no canto da IU que nos diz em que masmorra nos encontramos tudo parece igual e o jogo tmantém o mesmo fluxo durante toda a duração de 25 horas.

O Void Terrarium é um roguelike interessante e simples que pode não apresentar nada de excepcional, mas oferece uma experiência satisfatória. Não tem a variedade que todos gostaríamos mas sinceramente podem ficar bem pior servidos com um jogo do género do que nesta proposta da NIS.

Tiago Roque

Leave A Comment