Análise: Café Enchanté

Continuando esta difícil tarefa de colocar as minhas análises em dia, vamos olhar brevemente para Café Enchanté, uma visual novel que merece e oferece bastantes mais horas de jogo do que aquelas que me posso dar ao luxo em gastar com ele. Após a morte de seu avô, a protagonista de Café Enchanté recebe uma carta que a informa que ela herdou o seu café para fazer o que ela desejar. Ao chegar, o verdadeiro valor do café revela-se a ser um portal para outros mundos. Tal como já referi antes é complicado analisar os “jogos” deste género sem entrar em spoilers ou simplesmente descrever grandes partes da história, por isso vamos passar tudo isso à frente.

Os patões de Enchante parecem atraír problemas já que se metem numa confusão atrás da outra, independentemente do quão cuidadosos sejam. Há muita história em Café Enchanté e convém aproveitar cada detalhe. Se são fãs do género é certamente por gostarem de histórias e este é um jogo longo, especialmente quando tentamos conseguir o final feliz de cada personagem. Embora Café Enchanté possa parecer um jogo feliz e saudável na superfície, há muita escuridão escondida.

Como um jogo otome cheio de história, Café Enchanté tem um estilo de progressão bastante orgânico. O jogo conta com várias opções de conversação e embora cada uma dessas opções contribua para o final que recebemos, não é óbvio para onde sua história se encaminha até a cena final. Isso dá ao jogo um ar de mistério ao longo do caminho, mas se procuram um final em particular convém investigar um pouco online.

Visualmente Café Enchanté é bastante agradável, com um charmoso estilo de arte no estilo anime que se adapta perfeitamente aos ambientes extravagantes do jogo. As cenas mais sombrias ou mais trágicas destacam-se e são realmente sinistras quando aparecem. Os designs das personagens também estão absolutamente perfeitos e é praticamente impossível confundir as personagens e mesmo se não se lembrarem dos nomes irão reconhecer cada uma delas. O design de som de Café Enchanté também está muito com, contando com uma mistura maravilhosa de suave e que mistura diferentes bandas sonoras para diferentes locais e situações. Não é obviamente um jogo muito exigente pelo que não conta com nenhum problema técnico seja com a consola em modo portatil ou não.

Apesar de ter uma história muito carregada, Café Enchanté tem um bom equilíbrio de momentos alegres e tristes. Os gráficos e o design de som desempenham o seu papel perfeitamente e com a excepção de algumas frases que certamente devem fazer mais sentido na versão original do que na traduzida, Café Enchanté irá deliciar os fãs do género.

Tiago Roque

Leave A Comment