Análise: Isolationist Nightclub Simulator

Isolationist Nightclub Simulator promete pelo nome ser uma simulador de um clube noturno, mas parece ser mais um “walking simulator”, um género onde a história nos aparece aos poucos através da exploração e vontade do jogador de saber mais. Aqui, uma praga misteriosa acabou com a vida na Terra e a nossa personagem entra na simulação da segurança do seu bunker. Não há um jogo propriamente dito aqui, mas sim uma experiência interativa que pode agradar a alguns jogadores, mas está longe de ser boa.

O clube em si uma estética muito cyberpunk, com iluminação de néon, uma pista de dança e varandas iluminadas. Não existe uma direção real, com o jogo a funcionar como um “walking simulator” como referi acima. Existem muitas coisas com as quais podemos interagir. No palco por exemplo podemos controlar a iluminação para dar vida a uma multidão virtual de pessoas que dançam ao som da música. Podemos criar a nossa própria música através das várias interfaces selecionando padrões pré-construídos de uma série de melodias eletrónicas. Os corredores que partem da área central de dança levam-nos a alguns locais diversos, como um jardim, um deserto ou uma arcade. Se a arcade até pode fazer sentido o deserto e jardim são um pouco aleatórios.

Na galeria de arte temos um corredor com uma camada de água onde podemos entrar num espaço onde somos solicitados a enviar por e-mail as imagens dos criadores para que outras pessoas vejam. Por todo o lado há estações de computador que permitem escrever mensagens que podem ser enviadas para, em seguida, aparecerem aleatoriamente como grafite por todo o lado. A ideia é que o mundo do jogo fique cheio de mensagens dos vários jogadores. Muitos dos espaços não têm muita interatividade, mas a arcade é rica nesse aspeto, com várias máquinas de jogos que apesar de básicas têm uma física decente.

Como qualquer clube noturno, não faltam bebibas no jogo e cada bebida que consomimos serve basicamente para aplicar um filtro no ecrã, alterando avisão numa mistura bizarra de cores que podemos retirar bebendo café. Visualmente Isolationist Nightclub Simulator não é o jogo mais bonito do mundo, mas é razoável e a quantidade de neon cria um ambiente bem futurista e interessante. Infelizmente praticamente todas as áreas exteriores funcionam muito mal e estão cheias de bugs. Além disso parecem vir de outro jogo completamente diferente e não consegui ainda perceber a relação.

Isolationist Nightclub Simulator é um jogo curto, com menos de duas horas e parece realmente mais uma mão cheia de ideias soltas do que um jogo. No entanto, tem alguns elementos que funcionam relativamente bem, no entanto não é um jogo que recomende a ninguém em particular.

Tiago Roque

Leave A Comment