Análise: Sockventure

Sockventure é um novo jogo de plataformas 2D da Nighthouse Games, semelhante a muito outros do género mas com uma temática no mínimo estranha. Basicamente temos uma criança a quem a mãe pede para tratar da roupa, mas a sua imaginação começa a trabalhar e tudo isso se transforma num super-herói que tenta resgatar as meias favoritas da criança dentro da máquina de lavar roupa.

O jogo começa de forma muito acessível, com uma seleção básica de habilidades para começar. As habilidades básicas incluem o salto normal e um salto um pouco mais longo quando seguramos o botão de saltar. Para tornar as coisas mais interessantes podemos recolher moedas à medida que avançamos e depois desbloquemos mais habilidades como agarrar a parede ou salto duplo. Também durante o jogo, encontramos armadilhas que nos obrigam a dominar as várias habilidades. Naturalmente, essas armadilhas ficam mais difíceis à medida que avançamos no jogo.

Sockventure contem mais de 200 níveis, divididos em 7 capítulos no modo de história principal. Não é de todo um jogo fácil e tal como Super Meat Boy por exemplo, o número de mortes nos capítulos finais é assustador. Durante os vários capítulos de Sockventure existem até três estrelas a serem concedidas e algumas delas são para os jogadores verdadeiramente hardcore, já que são concedidas por completar desafios definidos e os objetivos são realmente complicados de completar para a maioria dos jogadores. Existem também mundos que podemos desbloquear com as moedas que encontramos durante os capítulos principais e que são ainda mais complicados.

Sockventure pode ser um jogo difícil, mas completar todo o conteúdo é só para masoquistas. O seu ponto forte vem quando finalmente conseguimos passar aquele nível onde já morremos uma centena de vezes. Isso não quer dizer que não seja frustrante, mas parece existir um equilíbrio entre a frustração e a recompensa. Existe muito conteúdo para completar, mas não existe a variedade que seria desejável. Existem muitos níveis, mas nada de objetivamente diferente entre cada um, apenas um novo desafio.

Visualmente, os gráficos do Sockventure aquilo que seria de esperar de um jogo do género e não há nada realmente especial aqui. Mas não deixa de ter bom aspeto e funciona muito bem em qualquer resolução. Os efeitos sonoros são bons e fazem o seu trabalho, mas a banda sonora torna-se repetitiva em pouco tempo.

Sockventure é bom um jogo, apesar de não oferecer nada de realmente inovador além da sua premissa. A ideia é realmente engraçada, mas assim que começamos a jogar não vemos nada aqui que não tenhamos visto antes e isso pode realmente afastar muitos jogadores.

Tiago Roque

Leave A Comment