Análise: Hell Architect

Os amantes de Dungeon Keeper podem ter aqui mais um jogo que procura emular alguns dos mesmos princípios. Hell Architect é essencialmente sobre gerir o inferno. É essencialmente um city builder, mas no Inferno. No jogo, jogamos como um novo funcionário que tenta sacar o máximo de trabalho possível dos vários infelizes que acabaram no inferno. Visualmente Hell Architect é simplesmente adorável, mesmo que envolva demónios e pecadores a arder no inferno, os seus criadores conseguiram pegar na temática e criar algo adorável.

A jogabilidade em Hell Architect é profunda. Há três partes principais no jogo:, os pecadores que são a nossa força de trabalho, os materiais e construção. Os pecadores são os pequenos trabalhadores que temos à nossa disposição. Em cada novo cenário os jogadores começarão com cerca de quatro pecadores, com novos pecadores a serem fornecidos em intervalos regulares. Esses pecadores podem receber ordens para minar materiais, executar várias tarefas como preparar comida e água ou trabalhar na construção. Como são pecadores também podemos torturá-los ou mortos para produzir alguns materiais. Cada pecador tem alguns atributos que os tornam mais adequados para um certo trabalho, existindo ainda pecadores lendários que vêm com vantagens extras.

Depois temos os materiais. Estes são os mais básicos como metal e carvão, obtidos da mineração básica e são utilizados em todos os níveis de construção. Existem materiais mais raros como cristais verdes e azuis que ajudam na pesquisa de novas estruturas. Depois temos materiais mais exóticos e mais ligados à temática e que são produzidos pelos pecadores, sofrimento e essência. Construir novas estruturas para produzir mais materiais que por sua vez permitem ao jogador construir melhores estruturas é o ciclo principal do jogo. Recebemos projectos mais básicos no início, mas com o tempo tudo se vai complicando mas tudo se vai tornando também mais gratificante.

Algo que Hell Architect faz realmente bem é garantir que todas as componentes do jogo funcionam bem em conjunto. Hell Architect é um jogo realmente equilibrado e é importante equilibrar tudo o que fazemos. Algumas estruturas no jogo precisam de essência para serem melhoradas por exemplo e para isso precisamos de extrair completamente o recurso dos pecadores, mas a essência é produzida por pecadores que são mais sãos. Isto implica ter estruturas para o bem estar dos pecadores ao mesmo tempo que os exploramos para essência. O jogo está recheado de bons pormenores como este e que nos obrigam a estar com alguma atenção quando estes sistemas são explicados.

A história do jogo vem essencialmente na fase de tutorial do jogo e segue o jogador como o arquitecto do inferno em sete cenários mais três tutoriais. Cada um deles leva o jogador para uma nova parte do Inferno com apenas as ferramentas básicas,. Existem algumas personagens que fazem parte da burocracia do Inferno que supervisionam e trabalham com a nossa personagem. Estas sofrem um pouco de diálogos irritantes e não acrescentam muito à história.

Hell Architect é realmente divertido e a jogabilidade tem profundidade mais do que suficiente, assim como um excelente sentido de humor. Se sentem falta de um Dungeon Keeper, Hell Architect não é exatamente igual, mas é igualmente divertido, mantendo-se na mesma temática.

Tiago Roque

Leave A Comment