Análise Goodbye Deponia

Deponia chegou, convenceu e infelizmente já vai embora. A aventura point and click da Daedalic teve dois jogos fantásticos e todos esperávamos que o ultimo jogo da trilogia fosse uma despedida em grande. Goodbye Deponia começa exactamente onde Chaos on Deponia acabou, com o nosso grupo de heróis a caminho da utopia flutuante de Elysium para parar Organon e impedir a destruição de Deponia. A história está cheia de reviravoltas agradáveis e o humor que caracterizou os jogos anteriores está de volta.

Goodbye Deponia tem uma apresentação incrível tal como os anteriores. O visual cartoon é óptimo e os novos cenários são soberbos. Todas as personagens estão cheias de personalidade e os cenários diversificados. A qualidade do som também é extremamente de alto nível como sempre, com boas musicas e um óptimos trabalho de vozes. As animações foram um dos aspectos menos conseguidos dos anteriores mas estão agora mais fluídas, acompanhando melhor a qualidade de tudo o que as rodeia. Basta olharmos para o trailer do jogo para vermos os valores de produção envolvidos neste aspecto do jogo.

A escrita, especialmente o humor, foi também um dos aspectos que melhor caracterizou os jogos anteriores e a de Goodbye Deponia é muito parecida com a dos dois primeiros jogos da série Deponia. No entanto reconheço que muitos não irão achar piada. Depende muito se consideram humor imbecil bom ou não.  Rufus pode ser definitivamente um gosto adquirido, mas se não gostaram da personagem e humor nos jogos anteriores não irá ser agora que agora que irão gostar. Mesmo pessoalmente não me atraiu muito, mas existem algumas piadas muito bem conseguidas ocasionalmente.

Talvez o maior obstáculo para os novos jogadores seja mesmo Rufus e seu egoísmo interminável, mas esse é um problema que os fãs da série já têm desde o inicio. Mas existem sempre aqueles que acham piada à personagem. Mas o pior é que agora existem três Rufus, graças a uma experiência de clonagem. Se não gostavam de um imaginem ter que aturar três.

Embora possa parecer que os novos jogadores estão atrasados ​, pelo menos se apenas pegarem em Goodbye Deponia e ignorarem o resto dos jogos da trilogia, a boa escrita significa que cada parte da trilogia Deponia funciona perfeitamente como um stand alone. Obviamente perde-se um pouco do panorama global, mas mesmo que comecem com este terceiro jogo, não vai demorar perceberem tudo o que se passou atrás sem o jogo ter que recorrer a longos textos ou cutscenes.

ss_5314d7c868d3d08c1efb00d519edc7a09c73dfe9.1920x1080

Goodbye Deponia tem também a tendência para quebrar a quarta parede ocasionalmente e esses momentos são para mim onde o humor do jogo funciona melhor. Basta começarem o tutorial do jogo e verem o que quero dizer. Depois de um breve encontro com as forças da Organon e Barry, maior fã de Rufus com uma estranha capacidade de nos encontrar em lugares estranhos , permitindo aos jogadores  recuperar o atraso com o enredo, caso não tenham jogado os anteriores.

A única assistência que o jogo proporciona é durante os mini-jogos , onde nos são mostradas algumas breves instruções e a capacidade de passar o mini jogo à frente totalmente . Infelizmente as instruções não ajudam muito e na maioria dos casos é bastante difícil perceber o que é para fazer. Daí que exista a possibilidade de passar os mini-jogos à frente.

Apesar da qualidade da trilogia ser incontestável, a conclusão desta em Goodbye Deponia não é inteiramente satisfatória após uma aventura tão bem conseguida. O final procurado foi o da surpresa, mas acaba por não ser satisfatório e acabamos por ficar a ver os créditos todos à espera de algo mais, mas esse algo mais não aparece e depois de horas no mundo fantástico de Deponia acabamos com um saber amargo. Uma das criticas que deixei aos jogos anteriores foi a da não existência de legendas em português. Na altura passei essa informação à Daedelic que até confirmou que Portugal e Brasil estavam em segundo como os que mais jogavam Deponia, portanto é ainda mais estranho ver que ainda não existe uma versão portuguesa dos diálogos.

ss_65682ed5eac4559f945392b720736f8907ecd051.1920x1080

Goodbye Deponia tinha uma grande responsabilidade. Os dois primeiros jogos foram fantásticos e este tinha que acabar tudo da melhor forma possível. Depois de jogar o jogo poderia encontrar algumas formas de acabar melhor a trilogia, mas isso seria apenas a minha opinião. Acredito que haverá quem ache este final apropriado, mas tenho que admitir que não irá agradar à melhoria. Se chegaram até aqui não podem deixar de acabar a série. É realmente pena que não tenha acabado da melhor forma, mas não ver como tudo acaba é ainda pior. Se no entanto ainda não começaram a jogar, não vale realmente a pena começar por aqui, mas podem começar por aproveitar o desconto da trilogia na Steam.

7.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment