Análise: Monster Hunter Rise

A série Monster Hunter tem-se tornado aos poucos uma das mais populares para os jogadores, principalmente desde que os jogos deixaram de ser lançados principalmente para o público japonês. O jogo anterior, Monster Hunter World funcionou como um pequeno reboot da série, introduzindo muitas novidades que foram agora trabalhadas e melhoradas para este novo Monster […]

LER MAIS
Análise: Taxi Chaos

Taxi Chaos é um sucessor espiritual de Crazy Taxi, um verdadeiro clássico da SEGA e muito ligado à sua última consola. Taxi Chaos já aqui foi analisado, no entanto foi uma das duas análises que infelizmente perdemos no incêndio da OVH e vou tentar reescrever. Quem chegou a ler a análise original antes de desaparecer […]

LER MAIS
Análise: Afterpulse

Afterpulse é um shooter lançado agora na Nintendo Switch depois de ter sido lançado para dispositivos móveis em 2019. Não há grande coisa que distinga Afterpulse de outras dezenas de jogos do género que inundam a Playstore da Google por exemplo, com os seus soldados genéricos e mapas pouco memoráveis. Mas nem tudo é mau […]

LER MAIS
Análise: Vaporum: Lockdown

Vaporum: Lockdown da Fatbot Games é uma prequela ao Vaporum original lançado em 2017. Tal como o anterior é um dungeon-crawler 3D na primeira pessoa onde o jogador controla apenas uma personagem em vez de um grupo como é habitual. Vaporum: Lockdown é um jogo bastante interessante com a sua estética steampunk e alguns pormenores […]

LER MAIS
Análise: Bladed Fury

Bladed Fury é um jogo de ação 2D que consegue aliar a sua jogabilidade a visuais muito bem detalhados e estilizados. Bladed Fury lembra muito um jogo que joguei originalmente na Wii, Muramasa: The Demon Blade e que joguei depois passados alguns anos na PlayStation Vita já com o nome Muramasa: Rebirth. O conceito do […]

LER MAIS
Análise: Code: Realize ~Wintertide Miracles~

Apesar de eu não ser o público alvo do género otome, consigo ver a diferença entre uma boa história e uma má. Este género é muito próximo de uma visual novel e não há muito em termos de jogabilidade, sendo a história o mais importante. Facilmente consigo entrar dentro do jogo e tentar aproveitar a […]

LER MAIS
Análise: Bravely Default II

O primeiro Bravely Default foi uma agradável surpresa quando foi lançado para a 3DS. Podem ler a nossa análise ao jogo original aqui. O jogo recebeu uma sequela ainda na 3DS, mas que não correspondeu às expectativas e que infelizmente não temos análise aqui no ComboCaster. Além disso o jogo recebeu algumas outras versões e […]

LER MAIS
Análise: Kill It With Fire

Kill It With Fire é um pequeno jogo que poderia ser descrito como um sonho para todos os aracnofóbicos, já que essencialmente os deixa vingarem-se de anos atormentados pelas pestes que são as aranhas. Mas dado o ódio geral que existe pelos nossos inimigos de muitas patas, Kill It With Fire consegue ser gratificante para […]

LER MAIS
Análise: Hellpoint

Hellpoint da Cradle Games é mais um novo lançamento que lista como principal inspiração a série da From Software Dark Souls. O número de novos lançamentos que referem a jogabilidade e mecânicas da série Souls começa a ser gigante e a verdade é que alguns apresentam ideias próprias que quando misturadas com a inspiração criam […]

LER MAIS