Análise: Summer Catchers

Summer Catchers é um endless runner da FaceIT que nos oferece uma viagem épica com elementos retirados de todos os tipos de outros géneros, algo que não posso dizer que se encontre com facilidade em outros jogos do género. Há um pouco de tudo aqui, desde jogos de cartas, jogos de ritmo, mas essencialmente Summer […]

LER MAIS
Análise: Super Mario 3D World + Bowser’s Fury

Os jogadores não receberam bem a Nintendo Wii U. Não há muito como fugir a isso. O próprio sucesso da sua antecessora, a Wii, pode ter sido um pouco enganadora já que parte do sucesso não parece ter vindos dos jogadores que realmente sustentam a indústria. As razões para o insucesso da consola foram várias, […]

LER MAIS
Análise: Speed 3: Grand Prix

Nem sempre a originalidade é sinónimo de qualidade. Speed 3: Grand Prix realmente consegue trazer alguma frescura ao género, mas a jogabilidade e variedade do conteúdo acabam por criar um pacote que nunca consegue subir acima do mediano. Também em termos de apresentação, embora o jogo consiga atingir alguns pontos de forma mais ou menos […]

LER MAIS
Análise: Cathedral

Saido da mente de um developer apenas, o suéco Eric Lavesson, Cathedral não começou da forma mais moderna, utilizando um motor como Unreal ou Unity, mas sim o seu próprio motor de jogar. O projeto acabou por demorar sete anos a ver a luz do dia e o resultado final talvez não seja o sucesso […]

LER MAIS
Análise: Out of Space

Quando aparece uma verdadeira fórmula vencedora é difícil não inspirar uma dezena de jogos a seguir e isso aconteceu com Overcooked que além de incentivar uma sequela, também inspirou todo um género de “couch games” em que Out of Space é o mais recente. Logo pelo trailer consegui perceber que era esta a ideia por […]

LER MAIS
Análise: Bezier

Bezier é um shooter espacial e no geral é um jogo muito simples. Jogamos como uma nave espacial no meio da galáxia e conseguimos encontrar parelelismos com jogos como o clássico Asteroids e onde temos simplesmente de destruir tudo. A jogabilidade é incrivelmente viciante, embora o jogo não ofereça muito mais além disso e quem […]

LER MAIS
Análise: Hyrule Warriors: Age of Calamity

Um dos principais lançamentos da Nintendo recentemente é o novo Hyrule Warriors: Age of Calamity. Este é o segundo jogo da série Hyrule Warriors, uma série que pretende ser uma espécie de crossover de Dynasty Warriors e Legend of Zelda, mas que é essencialmente um spin off de Legend of Zelda, com a história a […]

LER MAIS
Análise: Unhatched

Unhatched é essencialmente um jogo de cartas com uma aventura em plano de fundo. Ao contrário da maioria que tem o multijogador como foco, Unhatched foca-se na sua aventura, o que torna quase uma aventura com elementos de jogo de cartas. A história de Unhatched é um conto e vencer cada ronda aproxima-se bem mais […]

LER MAIS
Análise: Linelight

Linelight é um jogo de puzzle que parte de um conceito muito simples, ou aparentemente simples e constroi uma série de níveis de crescente complexidade através do mesmo conceito. Aqui jogamos como uma pequena linha brilhante que só é capaz de viajar através decaminhos definidos no jogo. Podemos mover-nos para outros caminhos com facilidade apenas […]

LER MAIS
Análise: Dune Sea

Os videojogos têm a possibilidade de ser uma experiência completamente Zen e mesmo que nem sempre pareça óbvio, há algo bastante zen em jogos como Flower ou FloW. Dune Sea prometia ser algo parecido, pelo menos em espírito, mas o resultado é tudo menos isso, é uma experiência frustrante que fez mais do que tudo […]

LER MAIS