Análise: Mary Skelter Finale

Pode parecer simples pelo título mas nem sempre os títulos dos jogos japoneses devem ser levados a sério. Mas neste caso Mary Skelter Finale é realmente o capítulo final da série Mary Skelter. Para aqueles que não estão familiarizados com esta série em particular, é um RPG do género dungeon crawler com muitos pontos semelhantes […]

LER MAIS
Análise: Metroid Dread

Se há uma série que parece ter sido ignorada nos últimos anos pela Nintendo, essa série é Metroid. A razão para isso não é muito fácil de perceber, mas enquanto que séries como Super Mario, Donkey Kong ou The Legend of Zelda tiveram já uns poucos de jogos na Nintendo Switch, a série Metroid está […]

LER MAIS
Análise: Olympia Soirée

Olympia Soirée e é um novo otome que tenta ser um pouco ambicioso demais para o seu bem, misturando demasiadas histórias e tópicos ao mesmo tempo que tenta contar uma história central que poderia facilmente suportar todo o jogo de forma bem mais sólida do que soterrada no meio de tudo o que a rodeia. […]

LER MAIS
Análise: Hot Wheels Unleashed

Um bom jogo baseado em Hot Wheels pode ser uma das melhores utilizações de uma licença de automóveis de sempre. Pessoalmente não percebo muito de licenças mas se um jogo baseado em Hot Wheels poder utilizar todos os carros que a Hot Wheels já recriou como carrinhos então temos uma lista invejável. Além de carros […]

LER MAIS
Análise: WarioWare: Get It Together

WarioWare: Get It Together é a continuação de um dos jogos mais estranhos, mas também divertidos da Nintendo. A fórmula de mini-jogos rápidos continua mais ou menos a mesma e ainda bem, porque a qualidade e inovação de um WarioWare deve vir essencialmente da qualidade e originalidade dos seus mini-jogos e não de revoluções na […]

LER MAIS
Análise: Bustafellows

Já disse isto várias vezes, mas convém voltar a realçar. Analisar uma visual novel é bem diferente de analisar um jogo de qualquer outro género. Em termos de gameplay estes jogos são muito limitados e o foco é sempre a história e personagens, algo que não convém detalhar muito numa análise, pelo que ficamos muito […]

LER MAIS
Análise: Zengeon

Zengeon é um novo roguelite que mistura os elementos do género com arte de estilo anime. Uma combinação pouco usual dada a natureza mais “hardcore” do género, mas capaz de suscitar a nossa curiosidade. Zengeon permite que os jogadores escolham entre 6 personagens jogáveis, mas a opção de jogar com a maioria do elenco é […]

LER MAIS
Análise: Monster Train: First Class

Monster Train: First Class é um novo deck builder game e é também um dos melhores exemplo dos género neste momento no mercado. O jogador tem uma tarefa bastante fora do comum, salvar o inferno. Basicamente só restou uma chama no inferno e cabe ao jogador transportar essa pequena chama até ao coração do inferno […]

LER MAIS
Análise: Trigger Witch

Imaginem que The Legend of Zelda tinha uma boa quantidade de armas além da espada e vão ter logo uma pequena ideia do que podem esperar de Trigger Witch. Parte RPG de aventura, parte twin shooter, Trigger Witch é um jogo bem conseguido e oferece uma experiência agradável e divertida, simplesmente não é tão bom […]

LER MAIS