Análise: Razer Tartarus Pro

O Razer Tartarus Pro é o primeiro keypad que passou pelas minhas mãos e é um periférico que no fundo me parece bastante desnecessário. Um keypad gaming é realmente um item extra que muito poucos jogadores irão realmente dar um verdadeiro uso a este periférico. No entanto não posso negar que existem cenários em que pode trazer benefícios ao jogador quando comparado a um teclado. O preço também não é de todo para todos os jogadores já que consegue ser mais caro que um teclado mecânico completo da Razer.

Não posso dizer que existam muitos cenários em que um teclado ou um gamepad decentes não sejam superiores na grande maioria dos casos, no entanto este keypad é realmente confortável de utilizar. O pulso fica confortávelmente pousado numa almofada na base como num bom teclado, deixando os quatro dedos livros para aceder às 19 teclas na área superior e polegar para navegar livremente entre a tecla 20 na base que por defeito funciona como barra de espaço, a roda de scroll e o dpad e botão que se encontram todos na mesma zona. Para a grande maioria das pessoas não e própriamente possível utilizar a fila de teclas superiores e manter o polegar perto da tecla 20, mas acredito que quem tiver dedos mais longos o consiga fazer.

Os keypads gaming são especialmente úteis em RPGs, especialmente MMOs com muitas teclas de atalho e macros. A ideia deste keypad em particular é juntar os benefícios analógicos de um gamepad com as possibilidades de um teclado. Quando jogamos num teclado perdemos por completo a possibilidade de por exemplo medir a intensidade de um clique no teclado. Seja num teclado mecânico ou de membrana um tecla ou está pressionada ou não. No Razer Tartarus Pro o clique não é binário e pressionar levemente na tecla 8 por exemplo faz com que uma personagem caminhe e pressionar completamente faz com que corra, da mesma forma que num gamepad o analógico esquerdo faz a mesma coisa e pressionar levemente um gatilho num jogo de condução corresponde a uma aceleração leve.

Um keypad tem que fazer sempre um compromisso entre simplicidade e utilidade. Se por um lado tem que ser bastante confortável para ser utilizado apenas com uma mão, por outro tem que ter teclas suficientes para ser útil. O Razer Tartarus Pro não passa em completo por este teste. O número de teclas é realmente perfeito ou o mais próximo possível disso, no entanto não é propriamente fácil chegar a todas estas teclas. Tudo aquilo que é suposto aceder com o polegar é perfeito, mas o desenho das restantes 19 teclas poderia ser um pouco melhor. A fila superior não é acessível à maioria dos jogadores e talvez fosse preferível retirar a fila do topo e criar mais uma coluna de teclas do lado esquerdo.

Outro aspecto que tenho de relembrar é que um keypad não elimina a necessidade de um teclado e até de um gamepad. Os jogos de condução ou plataformas por exemplo, que são muito mais divertidos ou fáceis de jogar num gamepad, continuam a ser mais fáceis de jogar num gamepad do qe num keypad. Além disso continuamos a precisar de um teclado para por exemplo escrever. Talvez um bom keypad como este possa retirar a necessidade de um bom teclado mecânico por exemplo, mas continuamos a precisar de um teclado com todas as teclas para por exemplo escrever no chat. As teclas em si são bastante confortáveis como seria de esperar da Razer e poder controlar a pressão numa tecla é realmente interessante para jogos de ação na terceira pessoa por exemplo. O software da Razer está também muito melhor do que foi em tempos não sendo já sequer um ponto contra como eu fui dando conta ao longo dos últimos anos.

Se estão realmente à procura de um keypad o Razer Tartarus Pro é talvez a melhor proposta que vão encontrar no mercado. As teclas analógicas são realmente impressionantes e isso sim traz consigo uma série de possibilidades e novas formas de jogar. No entanto se não sabem se um keypad é algo que vai ser realmente útil para vocês talvez seja melhor pensar um pouco, tentar experimentar primeiro e ver se deverá ser uma prioridade.

Tiago Roque

Leave A Comment