Análise: Fall Guys: Ultimate Knockout

Fall Guys: Ultimate Knockout é um dos jogos com o conceito mais simples que joguei nos últimos tempos. Imaginem um daqueles programas de TV onde os concorrentes têm de chegar ao fim de um circuito, circuito esse que é recheado de perigos, com plataformas que se mexem, poços sem fundo e todo um universo de perigos para garantir que apenas os melhores e mais surtudos chegam ao final. Tudo isto com uma excelente dose de humor graças em especial aos fatos adoráveis e cómicos dos Fall Guys, adoráveis criaturas redondas e um pouco desastradas que são o ponto central do jogo.

Este é um jogo muito fácil de pegar e jogar, no entanto é um dos jogos mais difíceis de vencer de que tenho memória. A jogabilidade é tão simples quanto mover a personagem, um botão para saltar, um botão para “mergulhar” e outro para agarrar. O objetivo é mais do que tudo sobreviver, sendo  Fall Guys: Ultimate Knockout mais um battle royale do que outra coisa qualquer. Pode não parecer mas apesar de a jogabilidade ser simples e não oferecer muita profundidade, há muito espaço para ser melhor no jogo. Cada ronda do jogo coloca 60 jogadores a tentarem chegar ao fim do percurso antes de ser dada como terminada a ronda, o que normalmente acontece quando metade dos jogadores forem eliminados.

Os níveis são escolhidos aleatoriamente e existe bastante variedade de layouts, mas em termos de aspeto são todos muito semelhantes. Existem também modos diferentes dentro da mesma fórmula. Os mais comuns são as corridas em que cada um por si tenta ser um dos primeiros a terminar o nível, mas existem também outros, por vezes até por equipas, em que temos de passar por arcos para ganhar pontos e a equipa que perde é toda eliminada, ou níveis de sobrevivência em que sem ser preciso movermos-nos muito temos de ser um dos últimos a caír. Seja qual for o modo de jogo, os níveis estão recheados quedas, obstáculos e adversários que além de conhecerem os percursos mais rápidos sabem onde nos agarrar para nos fazer cair.

Fall Guys: Ultimate Knockout baseia-se muito nos níveis de corrida e rapidamente começamos a conhecer o layout, as rotas mais rápidas e deixa também de ser tão divertido. Além disso à medida que os jogadores se vão tornando melhores no jogo começa a entrar muito o factor sorte à mistura. Há muita física ragdoll envolvida no jogo e nem sempre acabamos com o resultado mais justo. Além disso podemos ser colocados no final da linha de partida, o que no início não é grande problema dado o nível dos jogadores, mas no futuro pode tornar muito difícil conseguir o apuramento. Felizmente os criadores têm uma série de novo conteúdo para introduzir por isso este será um problema menos com o tempo. Os níveis de resistência são talvez os mais energéticos, especialmente quando temos só três ou quatro sobreviventes, cada um a tentar sobreviver e a estragar o jogo dos adversários.

 

Apesar de não acreditar que Fall Guys se torne um fenómeno de escala Fortnite não posso deixar de louvar o esforço de criar algo muito mais leve, sem tiroteios e com elevados níveis de “sal” entre os jogadores. Fall Guys: Ultimate Knockout é um dos poucos jogos em que me divirto quando perco ou quando ganho. Obviamente que o jogo é muito mais divertido quando ganhamos e quando estamos quase a ganhar ou somos um dos poucos sobreviventes o jogo consegue tocar em todas as notas de competitividade que outros jogos conseguem, mas no geral é um jogo alegre que promove o bom ambiente entre jogadores.

Se gostam de colecionar fatos adoráveis, têm espaço na vossa agenda de jogos online então Fall Guys é ideal para jogar em pequenas doses. Não é um jogo para perder uma noite a jogar mas é super divertido.

Tiago Roque

Leave A Comment