Análise: Art of Rally

Art of Rally é o novo jogo do criador de Absolute Drift e é desta vez um jogo de rally que tenta ser uma espécie de homenagem à era dourada do desporto, com carros inspirados nos carros mais lendários do desporto. Art of Rally não é um simulador de corrida. É um jogo desenvolvido pela Funselektor Labs com visuais uma atenção aos detalhes verdadeiramente revigorante e vista aérea que relembra os jogos antigos. Mas Art of Rally não é apenas um jogo de corrida arcade é muito mais do que isso.

O jogo conta com mais de 50 carros, cada um com a sua própria identidade, mudando a sua jogabilidade, velocidade, aspeto e som. Apesar de mão ser um jogo realista há uma enorme a atenção ao detalhe e sente-se a aceleração e aderencia à pista do carro. Não é de todo um jogo fácil de jogar e controlar cada carro requer treino. Percorrer os vários percursos do jogo com os carros ajuda-nos a perceber que os carros com que começamos o jogo não são os melhores e mais fáceis de controlar nem sequer os mais rápidos.

Alguns dos veículos do jogo são claramente inferiores, mas são igualmente um prazer de conduzir mesmo que não apresentem o mesmo nível competitivo dos restantes. O jogo exige também pequenos ajustes e afinações ao carro ao nosso gosto e que realmente têm impacto no jogo, mas são os pequenos detalhes, em combinação com a estética agradável do jogo, que realmente tornam o jogo único mais do que todas as possibilidades que ele oferece ao jogador. A atenção ao detalhe é notável com o cenário completo com multidões de espectadores retangulares  no meio das pistas, só faltam alguns acidentes para aumentar o realismo do que era o rally desta altura.

Outro dos detalhes interessantes é a quantidade de pequenos detalhes do cenário. Existem castelos, aviões e pessoas a acampar. Nada aqui é muito detalhado mas todos os objectos semelhantes parecem iguais com pequenas diferenças mas a forma como tudo está colocado fazem com que o cenário ganhe vida. Outros detalhes interessantes incluem a diversidade da vida animal e vegetal.

A campanha de Art of Rally é longa e e há bónus guardados para ganhar, existindo ainda modos que basicamente nos deixar explorar os vários cenários à vontade e utilizando qualquer carro do jogo, salvo excepções que obrigam a que o jogador termine a campanha primeiro. No entanto, embora Art of Rally seja certamente um jogo divertido que existe num mundo bonito e centrado no carro, ele fica aquém em algumas áreas. Algumas das dinâmicas são demasiado arcade, apesar de não estar à espera de um jogo de simulação e quase todos os parâmetros da condução serem ajustáveis ​​nas configurações do jogo. Algumas das características da campanha também pareceram um pouco leves, como o minimapa e a função de repação, além disso senti falta de danos no carro e de um navegador que nos ajude a navegar pelas pistas.

Em termos de apresentação se já referi os visuais belos do jogo falta referir a excelente banda sonora baseada em synthwave que ocupa todo o jogo e é um companheiro brilhante  aos visuais. Se são fãs de rally irão adorar Art of Rally mesmo que ao principio olhem para os visuais pouco realistas e não gostem do que veêm, pois é um jogo de uma beleza rara e uma jogabilidade aprimorada e uma verdadeira carta de amor ao desporto.

Tiago Roque

Leave A Comment