Análise: Cook, Serve, Delicious! 3?!

Há algum tempo recebi alguns emails sobre Cook, Serve, Delicious! 3?! e depois de ter pedido um código para análise em vez de esperar e simplesmente jogar o terceiro jogo decidi aproveitar uma pequena promoção na Steam e jogar o primeiro jogo da série. O pack tinha também o segundo e se a review abaixo vos suscitar interesse aconselho procurar o pack do primeiro e segundos jogos da série. Sem querer divagar muito, a verdade é que o primeiro jogo tornou-se rapidamente um dos meus jogos favoritos dentro do género arcade. Pelas imagens e videos que vi de Cook, Serve, Delicious! 3?! estava à espera de algo divertido mas não tão viciante. Imaginem um jogo culinária que ao fim de pouco tempo se torna um verdadeiro beat’n’up connosco a martelar teclas para servir clientes o mais rápido possível. Pessoalmente nunca pensei que este fosse um jogo tão desafiante, com uma jogabilidade tão rápida e onde o erro fosse tão crítico. Por isso as expectativas para o terceiro jogo da série eram realmente altas, o que poderiam os criadores deste jogo melhorar para irem lançar já a terceira sequela?

A Vertigo Gaming aprendeu muito com os dois primeiros jogos e se ao jogar o primeiro jogo não via um caminho para melhorar o jogo para além dos aspetos visuais, a realidade é que Cook, Serve, Delicious! 3?! é uma evolução tremenda. A começar pela história que é muito mais profunda desta vez, numa America em guerra e onde o nosso restaurante de sempre foi destruido, sendo o objectivo do jogador reconstruir a reputação do chef com a ajuda de dois estranhos robôs e uma carrinha que leva agora aos clientes em vez de os clientes virem a nós. Tal como nos jogos anteriores também a carrinha é customizável com itens e melhorias que vamos comprando ao longo da campanha, que continua também a basear-se em dias de trabalho.

Cook, Serve, Delicious! 3?! também consegue ser mais acessível que os jogos anteriores, não porque o jogo em si é mais fácil, até é o contrário disso, mas sim porque o jogo tem uma série de opções de acessibilidade com especial destaque para um modo chill. que garante que o jogador só possa ganhar até uma medalha de prata em cada nível, mas dá-lhe um tempo infinito para preparar e servir os clientes. É um bom compromisso e permitir aos jogadores que acham a jogabilidade básica um pouco difícil. Caso não tenham experiência com os jogos anteriores da série eu recomendaria começar exatamente por este modo.

Se nunca jogaram Cook, Sirve, Delicious!  antes, o jogo em si baseia-se em cozinhar pratos usando ingredientes diferentes, pressionando os botões que aparecem no ecrã e tendo sempre atenção aos vários temporizadores. Quando o prato estiver pronto para ser servido, temos de o servir ao cliente mas dependendo do prato que é temos uma espécie de minijogo para completar diferente. Todos se baseiam mais ou menos no mesmo género mas um gelado por exemplo é muito diferente de um hamburger e alguns podem ser servidos automaticamente ou podemos ter de prepará-lo para ser servido dando os toques finais. Conforme navega-mos entre os locais podemos ir cozinhando alguma comida que requer prepação como os bolos por exemplo. Uma novidade fantástica no jogo é a possibilidade de servir uma série de pratos ao mesmo tempo, pedindo ajuda a uma assistente.

Cook, Serve, Delicious! 3?! tem demonstra também um grande avanço nos valores de produção, em especial na arte, animações e até a interface do jogo. Enquanto que os anteriores tinham um aspeto básico e bastante indie, Cook, Serve, Delicious! 3?! poderia passar facilmente por um lançamento maior. A comida tem bastante melhor aspeto por exemplo e as personagens demonstram bastante mais caráter do que antes. Além da componente visual, também o áudio é brilhante. A banda sonora é energética  e aposta em géneros que não são muito usuais mas que fazem lembrar alguns lançamentos japoneses.

Cook, Serve, Delicious! 3?! é uma evolução perfeita da fórmula. Não podia dizer que conhecia a série antes da oportunidade de analisar este terceiro jogo surgir mas foi uma das mais agradáveis surpresas que tive no ano. Começar pelos jogos anteriores ajudou-me bastante a perceber e dominar a jogarbilidade de Cook, Serve, Delicious! mas também me ajudou a ver a impressionante jornada que trouxe melhorias consecutivas a esta série. Cook, Serve, Delicious! 3?! é o culminar de tudo isto, com a jogabilidade mais refinada, melhor arte e som, mas com uma identidade bem definida que não irá desiludir os fãs da série. Também os novos fãs não foram esquecidos e quem escolher começar por Cook, Serve, Delicious! 3?! irá ter ferramentas que lhe permitem não se sentir perdido.

 

Steam

Nintendo

 

Tiago Roque

Leave A Comment