Análise: Mobile Suit Gundam Extreme Versus Maxiboost ON

Se existe uma saga que é super popular no Japão e nunca realmente se popularizou no ocidente é Mobile Suit Gundam. A quantidade de jogos que nunca chegaram ao nosso território é quase criminosa dada a qualidade dos jogos, que infelizmente não têm um público tão grande por aqui, ou pelo menos era essa a explicação da Bandai Namco para a ausência de lançamentos, mas a realidade é que muitos dos lançamentos tiveram por base máqiinas arcade, algo que praticamente não existe por aqui já. É também uma série de jogos que embora inspirada em Anime, já suplantou o material de origem, sendo talvez mais reconhecido enquanto série de jogos do que por anime ou manga.

Depois de tantos jogos é normal que se comece a pensar em sagas diferentes dentro do próprio universo Mobile Suit Gundam e este novo lançamento faz parte da saga Mobile Suit Gundam Versus que começou em 2001 com Mobile Suit Gundam: Federation vs. Zeon nas arcades, tendo depois direito a versões para Dreamcast e PlayStation 2. Tal como Gundam Versus alguns anos antes, Maxiboost ON é configurado de uma maneira muito semelhante, com combates 2 contra 2 partidas na arena com uma ampla seleção de personagens e mechs disponíveis de várias séries Gundam. Os controlos são bastante simples, com um bloqueio de alvo fixo e podemos alternar entre os oponentes enquanto impulsionamos a nossa personagem pela arena, desencadeando vários ataques de longo alcance e corpo a corpo. Os controlos podem ser simples, mas Mobile Suit Gundam Extreme Versus Maxiboost ON não é de todo um jogo fácil de dominar e a IA não nos facilita nunca, seja em que dificuldade for.

As partidas são baseadas em esgotar a barra de vida de cada equipe, um inimigo de cada vez, destruindo os mechs da equipe adversária. Os mobile suit são divididos em várias categorias de custo, o que significa que embora tenhamos vários mobile suits que são muito potentes, eles tendem a custar muito e se não souberem usar um destes modelos de alto custo e morrerem, a vossa equipe irá perder na larga maioria das vezes. O que torna o Maxiboost ON tão bom é que ele vem de vários anos de melhorias em termos de equilíbrio em multijogador arcade, o que o torna também talvez o melhor jogo da série até agora. Infelizmente não temos todos os outros jogos à nossa disposição para comparar mas do pouco que conheço a realidade é que este é um dos poucos que realmente gostei de jogar, mesmo conhecendo pouco do mythos da série e achar tudo um pouco complicado.

A maior diferença que notei relativamente aos poucos jogos que joguei da série é que Maxiboost ON tem um ritmo muito mais rápido e temos de ter muito mais atenção ao medidor de boost neste jogo. É aqui também que Maxiboost ON começa a revelar a sua profundidade na jogabilidade. Tal como referi a jogabilidade é simples, mas não é um jogo fácil e esta mecânica do jogo é aparentemente simples para começar, mas quando se começa a avançar na dificuldade parece que temos tanto para aprender como no início do jogo. Este jogo tem uma barreira de entrada muito baixa em um sentido funcional, mas têm um caminho praticamente interminável de desenvolvimento do jogador. Mesmo com poucas teclas há tanto para melhorar enquanto jogador que é realmente assustador. Em parte isto acontecer porque o jogo não explica muito bem seu funcionamento interno. Isto provavelmente deve-se à sia herança arcade, mas tendo em conta que os jogadores não estão nem a meter moedas nem a ocupar a máquina e a impedir outros de gastar dinheiro, Mobile Suit Gundam Extreme Versus Maxiboost ON podia facilmente ter um tutorial em condições. Para compensar essa curva de aprendizagem, temos conteúdo. Temos vário modos de branch a solo e cooperativos além dos modos online e modo missão. Este modo de missão funciona como um modo de treino para o multijogador, pois apresenta-nos os vários mechs e personagens com uma lista de mais de 180 e cenários rigorosos sobre como obter o melhor da unidade escolhida.

Felizmente, há também um sistema de melhorias que felizmente não é específico para um mech em específico e onde temos vários slots que podem ser preenchidos com melhorias, de maior poder de impulso a ataques mais fortes. Quanto mais jogamos no modo de missão, mais experiência ganhamos e ao subir de nível mais slots podemos preencher. Falando em progressão, no decorrer do jogo, desbloqueamos figuras dos adversários que derrotamos e concluir um conjunto na seção Galeria desbloqueia um pedaço de GP. GP é a principal moeda de melhorias do jogo e é adquirido normalmente em pequenas quantidades em todas as partes do jogo. Podemos usar o GP para atualizar os melhoramentos do fato móvel no Modo de Missão, bem como adquirir todos os tipos de outras alterações visuais como novos layouts de HUD a personagens.

Falta portanto falar um pouco dos modos online e aqui a coisa complica um pouco. Complica um pouco ou muito dependendo da experiência que tiverem do jogo e eu como um verdadeiro novato concluí em pouco tempo que basicamente Mobile Suit Gundam Extreme Versus Maxiboost ON ter modo online ou não era praticamente irrelevante para mim já que qualquer jogo online ocaba com um YOU LOSE em menos de 10 segundos. Os jogadores no Japão lutam entre si nesses jogos há anos eles simplesmente derretem-nos num abrir e fechar de olhos. Felizmente existem algumas opções que nos ajudam a encontrar jogadores mais novatos mas mesmo assim não posso dizer que tenha ajudado muito a minha situação.

Mobile Suit Gundam Extreme Versus Maxiboost ON é aos olhos de um principiante um jogo fabuloso que tem um publico alvo específico. Esse público não sou eu mas isso não invalida a qualidade que vejo aqui. A jogabilidade simples mas de uma profundidade invejável, o grafismo colorido com detalhe suficiente e uma componente de som fantástica fazem desde um excelente jogo, especialmente para os fãs. O modo online é uma verdadeira guerra onde apenas os mais experientes têm lugar, mas isso não é apenas mau e um jogo multijogador apenas sobrevive se for competitivo e este é.

Tiago Roque

Leave A Comment