Análise: Lost Ember

Lost Ember é um jogo onde podemos saltar para o corpo de qualquer criatura que encontramos, o que por si é uma premissa intrigante o suficiente, mas Lost Ember tem ainda uma história com coração e uma compreensão surpreendentemente complexa da vida. Lost Ember começa com um espírito a pedir ajuda ao jogador que nesta altura é um lobo. O espírito é a alma de um membro de um povo misterioso conhecido como Yanrana e é também revelado nesta altura que o jogador não é um lobo comum, mas um Yanranan reencarnado e um Lost Ember, um membro da tribo que por algum motivo viu a sua entrada negada na Cidade da Luz.

A Mooneye tem um profundo amor e respeito pela natureza, algo que se torna aparente logo no início do jogo. Lost Ember é surpreendentemente bom, contando com excelentes animações, especialmente o movimento super realista. O ambiente, desde os primeiros momentos até ao final do jogo é fascinante e um verdadeiro prazer de explorar. A perspectiva da câmera ao viajar pelo solo foi cuidadosamente pensada para emular a visão de um animal por exemplo. São estes pormenores que realmente elevam Lost Ember. Ocasionalmente, precisamos de assumir o controlo de outro animal, quando a forma de lobo for muito grande por exemplo.

É perfeitamente possível jogar com  poucas mudanças entre animais, mas são as mudanças entre animais que fazem de Lost Ember uma experiência tão original. Escondido pelo cenário há sempre algo para recompensar a curiosidade dos jogadores. Há uma grande variedade de itens colecionáveis ​​e também alguns pequenos toques adoráveis ​​que poderiam facilmente passar despercebidos. Controlar animais mais fora do comum por exemplo é bastante divertido já que têm sempre animações bastante originais. A forma como se escolhe jogar pode criar momentos próprios. Quando terminamos com um animal,  retornamos à forma de lobo, deixando o animal possuído ileso.

Lost Ember não tem inimigos nem puzzles, assim como tem muito poucas ameaças. É possível morrer ao cair, mas se isso acontecer simplesmente reaparecemos passados alguns segundos. A história que o jogo oferece não é muitoi complexa, mas é surpreendentemente profundo e  delicada, abordando com maestria a violência que gera violência e a raiva cega. Técnicamente por outro lado não posso dizer que seja um jogo perfeito e sem percalços. Foram muitos os pequenos bugs e alguns elementos da jogabilidade nas zonas finais do jogo são um pouco decepcionantes. Essas críticas menores são engolidas pela felicidade que constitui cada segundo do resto do jogo já que cada animal tem um esquema de controle único.

Lost Ember oferece uma experiência de jogo única e interessante. Não irá agradar a todos os jogadores, mas se são o tipo de jogadores de gosta de experimentar algo novo Lost Ember oferece exatamente isso.

Tiago Roque

Leave A Comment