Análise: Moero Crystal H 

Moero Crystal H  é um novo RPG virado principalmente para um público adulto e faz parte daquele grupo de jogos que há bem pouco tempo não teria direito a lançamento por estes lados e muito menos a um lançamto numa consola da Nintendo. Moero Crystal H contorna essas dificuldades e encontra o caminho para estas bandas, combinando um jogo de masmorras na primeira pessoa com recrutamento de personagens e alguns minijogos num RPG surpreendentemente sólido. Moero Crystal H  não é de todo um jogo altamente sufisticado e de última geração, usando por exemplo uma combinação limitada de música e efeitos sonoros, que são tristemente insípidos e carecem de melhorias desde o jogo anterior, mas felizmente os visuais foram renovados e as raparigas monstro que são parte central do jogo estão melhores do que nunca, com novos visuais. Os gráficos são brilhantes e coloridos, com muito detalhe e cada masmorra tem o seu próprio design. Além disso os bosses finais de cada mamorras destacam-se, com várias peças de roupa projetadas para serem destruídas separadamente. Também a UI está soberba e intuitiva, mostrando muita modernidade.

Confiem em mim quando digo que este jogo não é para todos, requer uma certa dose de preversão e o enredo principal de Crystal é simples. O sutiã das trevas foi roubado e apenas as cuecas da luz podem neutralizar os seus poderes, sim esta foi a coisa mais parva que escrevi até hoje. Como aparentemente só existe um único homem no mundo deste jogo, o personagem principal Zenox tem que levar Otton por uma variedade de masmorras com um grupo de raparigas monstro para recuperar o sutiã. Não posso dizer no entanto que a escrita não seja inteligente. É exatamente aquilo que se propõe a ser e embora a história não desenvolva muito mais do que isto a escrita é divertida.

Tal como em praticamente todos os dungeon crawlers na primeira pessoa, os jogadores passam muito tempo a explorar masmorras e no combate. A Compile Heart continuou a refinar as mecânicas dos seus jogos do género e a sua profundidade é cada vez maior, assim como a experiência de jogo é cada vez mais refinada. Como já referi estes jogos têm um cariz sexual grande e é realmente surpreendente o facto de serem jogos muito competentes. Na superfície, o combate é bastante simples, com encontros aleatórios, bem como sprites inimigos no mapa onde batalhas predeterminadas acontecem. O que equilibra o combate é o sistema elemental, onde cada inimigo e aliado é forte ou fraco contra um dos quatro elementos. Combinar ataques elementais semelhantes pode desencadear elementos eróticos que atacam os inimigos para causar dano adicional. Não é realmente fácil falar sobre este jogo, especialmente pelos termos escolhidos. No final do combate há um bónus de experiência que cresce dependendo de quão alto o combo elemental do jogador foi no combate.

O jogo também tem uma componente forte em salvar as raparigas monstro etacar uma rapariga monstro e remover a maldição significa destruir todas as suas roupas, com cada peça de roupa seguindo o mesmo modelo de força e fraqueza elementar que os inimigos normais fazem. Uma vez que a roupa for destruída, o jogador deve então esfregar a escuridão da rapariga monstro, descobrindo três pontos de prazer escondidos, vá tentem dizer sito sem rir. Além de escolher quais raparigas monstro fazem parte do grupo de cinco, cada uma pode ser personalizada por meio dos seus equipamentos e roupas e cada uma pode equipar uma fita, um colar e dois acessórios, que fornecem muitos aumentos de estatísticas.

Each new monster girl that joins gets interactions with Zenox and other members of the team.

 

À medida que mais raparigas monstro são libertadas elas podem ser definidas como companheiras para o grupo ativo. Cada membro pode ter um companheiro de ataque e apoio, o que significa um total de quinze. Conforme elas trabalham juntas, os seus relacionamentos melhoram e quando duas alcançam três ou mais estrelas, elas podem viver juntas . Para aqueles que não se cansam após a conclusão da história principal, o que leva de 25-30 horas, há um epílogo  com mais masmorras, mas não posso dizer que tenha investido muito mais no jogo. Fora das masmorras, existem inúmeras atividades paralelas também e no geral é um jogo recheado de conteúdo se gostarem da temática, com muitos mini-jogos que tem como principal atrativo Doki Doki Shooter, que coloca o jogador a atirar nas roupas de cada raparida monstro.

 

Moero Crystal H tem altos e baixos, é uma melhoria perceptível em relação ao jogo anterior mas a temática não é de todo algo que irá agradar a todos os jogadores. Não posso é também negar que é um dos melhores jogos do género neste momento no mercado, mas que não posso recomendar à grande maioria dos jogadores.

Tiago Roque

Leave A Comment