Análise: Gravity Heroes

Gravity Heroes é um jogo de plataformas e shooter, desenvolvido pela Studica Solution e que chega através da PQube. O jogador assume o controle da atração gravitacional da personagem com a mecânica gravity shifter do jogo e tem que ao mesmo tempo lutar contra hordas de inimigos que vêm de todo o lado, seja do chão, das paredes e do teto. O jogo faz uso da nostalgia dos anos 80 e 90, especialmente através da sua banda sonora e estilo pixel art. Além de podermos jogar sozinhos, podemos também jogar acompanhados por até três outras pessoas.

Utilizando toda a força nostálgica dos anos 80 e 90, Gravity Heroes utiliza texturas 16 bit e é um jogo com um aspeto realmente muito bom. Com as principais personagens jogáveis todas incrivelmente detalhadas e bem desenhadas nas suas armaduras e os inimigos muito variados com diferentes tipos de inimigos, todos eles bem definidos. As armas também são variadas e cada uma é realmente única e com a sua própria característica. Cada nível do jogo tem o seu próprio tema, o que ajuda a manter o jogo fresco e variado durante a sua duração. Também a banda sonora nostálgica é incrível e acenta perfeitamente no jogo.

Gravity Heroes não tenta reenventar o género, mas tenta renová-lo através da mão dos seus criadores. Ao sermos capazes de mudar a gravidade, podemos mover-nos de forma muito pouco tradicional dentro do género. Podemos saltar de parede a parede por exemplo e através desta jogabilidade temos formas muito interessantes de esquivar os ataques dos inimigos e atacar. Alguns inimigos saltam rapidamente e de forma aleatória, tornando difícil manter o controle de que inimigo estamos a atacar. É um jogo realmente rápido e temos de ser inteligentes na abordagem ao combate.

À medida que avançamos no jogo, pequenos bots soltam itens e powerups que nos ajudam e equilibram um pouco a batalha. Os Power Ups incluem armas e armaduras e são realmente importantes para nos manter vivos. Em termos de história, Gravity Heroes não desenvolve muito. A história existe mas serve para pouco mais do que contexto para a ção. Felizmente este é um daqueles jogos em que isso não prejudica em nada a jogabilidade e no geral o jogo sofre muito pouco com isso.

Existem três modos de jogo diferentes, com um modo campanha e arcade bastante tradicionais e um modo de sobrevivência realmente viciante e que tira o máximo de partido da jogabilidade do jogo. A capacidade de mudar a gravidade é realmente ótima e podemos essencialmente combater de qualquer superfície do jogo, mas também torna o jogo muito mais frenético.

Se gostam de jogos de ação e plataformas, Gravity Heroes é bastante único naquilo que oferece. Mais importante do que ser único, também é realmente bom de jogar, de olhar e ouvir.

Tiago Roque

Leave A Comment