Antevisão: The Protagonist: EX-1

The Protagonist: EX-1 é um jogo acabado de lançar em Acesso Antecipado na Steam e que mistura elementos de RPG com combate tático. Neste momento encontra-se num estado que ainda não posso recomendar, dado que a falta de conteúdo é considerável, muitas mecânicas ainda não estão implementadas e no geral o jogo faz pouco para realmente se distinguir de outros jogos do género.

Angel é enviada para se infiltrar numa nave, onde encontra uma equipa de outros elementos que a ajudam a explorar a nave e descobir mais informação. Não há neste momento uma história muito profunda ou elaborada e mesmo aquela que existe apenas nos dá algum contexto para justificar a ação. Este é sem dúvida um aspeto do jogo que precisa de melhorar e sinceramente não sei se irá melhorar muito.

A jogabilidade é semelhante a muitos outros jogos do género, com um combate por turnos onde cada personagem se pode mover e usar uma ação ofensiva ou duas de suporte. Aquilo onde talvez The Protagonist: EX-1 se destaca um pouco é nas habilidades das personagens. Coisas como cura são normais, mas graças ao “setting” futurista também temos coisas como hacking ou sabotagem que não são tão comuns.

Os jogadores podem escolher uma série de ataques e combos que utilizam várias formas de ataque, desde o armamento até facas e simplesmente os punhos. A forma como o jogo mistura tudo isto é interessante, mas por vezes parecem existir mecânicas mais viradas para um jogo de fantasia. A evolução da nossa personagem é feita através de um sistema de melhorias de pontos de estatística e habilidades e apesar de não ser muito original é bastante sólido.

Visualmente o jogo é neste momento bastante fraco. Não existe nada aqui que me tenha realmente impressionado apesar de o jogo utilizar o Unreal engine. Também é extremamente repetitivo e em pouco tempo parece que já vimos tudo o que existe neste momento. Também o som é aborrecido, sem uma música memorável ou estilo que se adapte ao jogo.

The Protagonist: EX-1 tem alguns pormenores bem conseguidos mas não está num estado que me leve a recomendá-lo. Existem jogos muito melhores dentro do género e a continuar neste caminho The Protagonist: EX-1 ficará numa zona muito mediana quando comparado com a concorrência.

Tiago Roque

Leave A Comment