Antevisão: This Land Is My Land

This Land Is My Land, é um jogo furtivo de mundo aberto que tem como ambiente o oeste americano do século 19. Aqui o jogador é um chefe nativo americano que tenta restabelecer a sua tribo e sobreviver aos invasores. As comparações com Red Dead Redemption são inevitáveis, mas além de realmente diferentes, This Land Is My Land consegue oferecer algo realmente diferente dentro do panorama dos jogos de sobrevivência. O jogador tem um arco e flecha, pode colocar armadilhas e utilizar veneno. Podemos tentar atrair inimigos para fora dos acampamentos, imitando os sons de coiotes para os apanhar desprevenidos.

Em vez de tentar imitar a história complicada da conquista do oeste americano pelos povos europeus, a personagem do jogador é uma mistura de praticamente todas as tribos diferentes que ocupavam a área. O resultado final todos conhecemos. This Land Is My Land é metade jogo de estratégia e gestão e metade jogo de sobrevivência, neste caso de forma simplificada e mais perto de um Far Cry com índios, onde cavalgamos para o perímetro dos acampamentos inimigos, encontramos um local para observar as suas posições e movimentos e depois partir para um ataque furtivo.

Começamos com tem um acampamento com meia dúzia de guerreiros que podemos enviar para recolher recursos nas terras ao redor da área que controlamos ou para criar novas ferramentas e itens. Aos poucos a recolhe de madeira pode transformar a nossa base numa verdadeira fábrica de arcos e flechas. Enquanto isso, nós podemos ocupar o nosso tempo a atacar os colonos, que também podem ser interrogados e intimidados para nos levarem às riquesas e assim receber alguma recompensa e pontos de habilidades que usamos para melhoras as nossas habilidades. Os acampamentos dos colonos são também uma fonte de armamento bastante importante. Depois de recolhermos alguns materiais como de peles de javali ou linho suficientes, podemos começar a construir novas colónias e melhorar as que já temos e assim expandir as nossas fronteiras e recrutar mais guerreiros.

This Land Is My Land simula relativamente bem os desafios de administrar um grupo grande de pessoas e gerir uma tribo em crescimento. É o equilíbrio entre estas duas realidades, a gestão da tribo e a ação e combate contra os invasores que fazem de This Land Is My Land realmente refrescante dentro do género. O jogo encontra-se ainda em acesso antecipado e muitos elementos do jogo estão algo aquém do esperado ainda, especialmente no que diz respeito à UI. É difícil dizer o que os guerreiros estão a fazer num certo momento por exemplo. Do lado da ação, a IA do jogo também tem algumas falhas e a nível da apresentação há neste momento alguns elementos de design e som que precisam de atenção também. Também o ambiente apesar de bonito, além das diferenças óbvias nos biomas, não apresenta nada de interessante para ver.

Existem muitas ideias interessantes aqui e o próprio conceito é original, no entanto This Land Is My Land está ainda um pouco cru. É um jogo que recomendo a quem gosta do género e não tem problemas com jogos em “Early Access”, mas quem procura uma experiência polida pode ter problemas aqui.

Tiago Roque

Leave A Comment