Análise: Severed Steel

Com o género FPS cada vez mais a ser sinónimo de uma milhar de experiências diferentes, não podemos negar que a grande maioria se tem tornado mais complexo, misturando elementos de outros géneros até chegarmos a jogos como Destiny que estão perto de RPGs do que FPSs. Por outro lado Severed Steel compreende a importância da simplicidade. É um FPS ao estilo Doom sem complicações e onde o tiroteio nunca acaba. Mas está longe de ser um jogo “old school”. Aqui podemos correr pelas paredes, deslizar pelo chão, dar saltos duplos para escalar paredes e mais importante, encadear todas estas habilidades.

Mesmo jogos recentes como o mais recente Doom ou Sunset Overdrive podem parecer parados quando comparados com Severed Steel. Severed Steel tem muitas ideias otimizadas e focadas que vale a pena elogiar. Os criadores de Severed Steel focaram-se num elemento onde parecem estar à vontade, a ação e basicamente pensaram e fizer-mos um jogo que só oferece isto? O resultado é um jogo onde temos um objetivo, matar todos os inimigos. Para dizer a verdade existem alguns objetivos diferentes por vezes. Às vezes o objetivo é hackear computadores e outras vezes é ativar interruptores. Aquilo que é certo é que seja qual for o objetivo este pode ser realizado com uma explosão.

Não podemos ir para Severed Steel à espera de grande história ou sistemas complexos. Cada nível é curto e feroz, com a tarefa em mãos clara. O jogo diz ao jogador o que ele deseja que seja destruído e este irá ao objetivo destruí-lo. A maioria dos níveis é feita em dois ou três minutos e isto é uma verdadeira novidade dentro do género. As armas têm um impacto decente e há variedade suficiente para aproveitar ao máximo o fato de não termos de recarregar. Tudo no jogo está desenhado para que o jogo corra a uma velocidade impressionante. Todo o jogo é uma espécide de FPS clássico, mas à bruta, onde não temos de abrir portas mas partimos as dobradiças.

Visualmente o jogo é impressionante, mas dada a rapidez de todo o jogo existem alguns bugs visuais. Como o jogo é tão rápido por vezes é também difícil apontar e disparar. Felizmente o jogo oferece a possibilidade de abrandar o tempo. Isto pode ajudar mas é um pouco estranho que um jogo tão rápido possa abrandar tanto para ajudar o jogador de um momento para o outro. É óbvio que podemos ignorar por completo esta possibilidade, mas sabendo que ela existe e quando morremos um par de vezes no mesmo sítio quase que nos sentimos obrigados a utilizar a habilidade. Também a história essencialmente existe, já que não é memorável nem é pela história que ficamos a jogar.

Severed Steel é um experiência bastante diferente de praticamente tudo o que já joguei e apesar dos seus problemas é um jogo realmente divertido. Se gostam de velocidade e adrenalina irão adorar.

Tiago Roque

Leave A Comment