Análise: Sports Champions 2

Sports Champions 2 oferece seis desportos: boxe, ténis  golfe, bowling, Ski e tiro com arco. Pela lista de desportos não se pode deixar de relembrar Wii Sports, não há nada de novo neste aspecto.Mas a pobre escolha e diversidade de desportos não implica que a jogabilidade seja afectada pela mesma falta de criatividade, é até o ponto mais forte.

Bowling joga-se exatamente como seria de esperar. É divertido o suficiente, se não tiverem cansados do movimento limitado do bowling, e funciona muito bem. Ténis e golfe também são o padrão para o género, e jogam-se também muito bem. Ténis leva a mais prática para obter sucesso, e também sofre das questões de ter mais controlo. Infelizmente exige algumas condições de espaço ideais, uma vez que é dos jogos mais sensíveis, baseando-se muito mais em timing e posição do braço que os outros.

Esquiar é talvez o menos conseguido, novamente funcional apenas o suficiente, mas não muito excitante. Pode parecer um dos desportos mais apelativos e talvez mais fora do comum mas é aquele que exige menos participação do jogador. Tiro com arco foi actualizado a partir do primeiro jogo. A ideia de puxar uma flecha virtual  é super divertido, e faz o que de outra forma poderia ser um desporto bastante mundano muito agradável. Arco e flecha também oferece a maior variedade e maior desafio. Apesar de ser um dos desportos mais utilizados nestes jogos é também um dos melhores.

Boxe é uma desilusão. Por um lado dar um soco realmente é como dar um soco na realidade,e o desporto tem um visual agradável e bons efeitos sonoros. Infelizmente, a menos que tenham dois comandos Move, a jogabilidade é uma confusão enorme com botões misturados a controlar o soco esquerdo. Vai levar algum tempo para se lembrarem que botões usam a mão esquerda.

Sports Champions mantém a sensação relativamente genérica do primeiro jogo. Os visuais foram actualizados  mas ainda não estão em pé de igualdade com outros jogos de PS3. Mas consegue ter cenários coloridos e boa apresentação, simplesmente todos sabemos do que a PS3 é capaz. O jogo faz também um bom trabalho a dar maior atmosfera aos ambientes através do som, embora a música seja tão genérica como sempre.

O modo principal é do jogador único e é um grande passo à frente do título anterior. Desta vez, podem criar um jogador, com um editor surpreendentemente robusto. Gostei especialmente de como, em vez de precisar editar cada peça de roupa, definem o seu personagem e palete de cores. A partir daí, cada peça de equipamento que desbloqueiam combina com o resto do que equiparam.

Terão o vosso jogador em modo de torneio, onde os adversários cada vez ficam mais difíceis  e os desafios aumentam. Tudo o que desbloqueiam tem a ver com estética, não tendo qualquer outro impacto no jogo.

No final de cada torneio são colocados contra um adversário de topo que precisam vencer para passar para o próximo nível. Cada evento tem também uma “estrela” de classificação, o que significa que mesmo que ganhem o evento, há uma razão para repeti-lo se não foram perfeitos.

Além disso, há um modo de jogo livre simples, e de festa para múltiplos jogadores. Esta adição reconhece que estes tipos de jogos são os mais adequados para múltiplos jogadores e para ser jogados quando temos amigos em casa.

Sports Champions 2 é muito melhor que o seu antecessor em todos os sentidos, excepto um muito significativo: a diversidade de eventos. Quatro dos desportos presentes são iguais ao antigo Wii Sports, o que tendo em conta a diferença de anos entre os lançamentos é um pouco vergonhoso para o jogo da Sony.

Tiago Roque

Leave A Comment