Análise Ravaged

O Kickstarter veio revolucionar a forma como pequenos estúdios financiam o desenvolvimento dos jogos. Sem dependerem de editoras podem criar os jogos livremente sem influencias e serem criativos ao máximo. Ravaged é um FPS online financiado pelo Kickstarter que viu a luz do dia à alguns meses e está agora bastante apresentável, quando recebemos os códigos de análise o jogo tinha bastantes bugs.

Ravaged pode ser jogado tanto na primeira como na terceira pessoa e tem características relativamente clássicas e tradicionais com mapas grandes com uma forte ênfase em veículos. Tudo com um cenário pós apocalíptico com intenção de um cruzamento entre a sensação de um mundo como Mad Max e jogabilidade de Battlefield. Obviamente, o fundo apocalíptico é um mero pretexto para justificar de qualquer forma os confrontos, não há qualquer tipo de história ou mundo persistente, é simplesmente mais um FPS. Existem duas facções no jogo, a resistência e os chacais, cinco classes disponíveis em cada um dos dois, cada um com um equipamento específico. Podem desbloquear novas armas gastando pontos de experiência. O arsenal é bastante variado, desde vários tipos de metralhadoras e RPGs a armas brancas.

Apenas duas maneiras de ganhar. O primeiro é o controle de recursos ou uma reinterpretação do clássico de Captura da Bandeira. O outro é onde têm que possuir todos os pontos de controle no mapa. Nada de novo no horizonte, mas algo capaz de explorar e aumentar a natureza dos veículos em Ravaged. Há, de facto, um bom número de veículos, entre os quais quads, buggies, jipes, carros e veículos blindados de vários tipos, mais abundantes em cada mapa. Raramente não há pelo menos um veiculo disponível e quando vários jogadores se juntam num veiculo podem criar uma boa máquina de chacina.

A física é leve e alegre, permite dar saltos ousados ​​e capotar várias vezes. Apesar disso domar todos os veículos não é fácil, especialmente as máquinas voadoras que são muito difíceis de dominar. Também muitas vezes apenas um rocket certeiro ou um morteiro disparado por um outro veículo em movimento é suficiente para explodir o veículo em questão, matando todos os ocupantes.

Infelizmente Ravaged diverte apenas ocasionalmente. Não há muita criatividade e apesar do foco nos veículos a verdade é que diversão acaba por pertencer aos mapas em que estes não existem. A beleza deste jogo encontra-se quase exclusivamente no passeio com dois ou três companheiros e algum meio poderoso para trazer caos e destruição entre as fileiras inimigas. Não é o suficiente, mesmo o desenho dos mapas, promove que os jogadores não se movam muito e simplesmente “acampem”. Promover os veículos e depois optar por este tipo de design nos mapas não mostra nenhuma consistência.

Nota positiva, o preço fixado em € 10 no Steam, mas ainda menos em loja de entrega de outro digital. No momento da escrita deste artigo é o de promover o desenvolvedor loja apenas R $ 5. O verdadeiro problema é que, apesar do que devastada é praticamente deserta. Durante a hora do rush, se você tiver sorte, você vai encontrar pelo menos um servidor povoada embora dificilmente completa. Uma verdadeira vergonha quando você considerar que alguns mapas são projetados para a batalha épica entre 64 jogadores. Deve-se enfatizar como a falta de suporte ao desenvolvedor comprometido para jogar na primeira pessoa e lançar eventos em prêmios no fim de semana.

Tecnicamente falando Ravaged usa a Unreal Engine 3 com dignidade. No geral, as texturas são boas e os efeitos visuais como explosões são bastante satisfatorios. O horizonte não é sempre muito grande, mas os cenários são interessantes. Menos apreciada é a física que provoca muitas vezes bugs. O número de mapas disponíveis é excepcional. A variedade é prejudicada pelo excessivo número de mapas que mudam apenas a aparência, mas não a substância. É provavelmente por isso que passadas algumas horas Ravaged não mantém o interesse do jogador.

Ravaged nunca consegue ser mais do que mediano, o grafismo é o normal do Unreal 3, o som é mediano e a jogabilidade é também relativamente standard. É esse o seu principal problema, o mercado está recheado de bons FPSs e apesar de não fazer nada realmente mal a verdade é que Ravaged não traz consigo nada realmente inovar ao género. A direcção de arte e atmosfera pode ser interessante durante algum tempo, mas também esta cansa passado pouco tempo.

Pontuação: 7.5/10

System Requirements

Minimum:

    • OS: Windows XP, Vista or Windows 7
    • Processor:Core 2 Duo 2.4 GHz or Althon X2 2.7 GHz
    • Memory: 2GB
    • Hard Disk Space: 15 GB
    • Video Card:DirectX 10 or 11 compatible Nvidia or AMD ATI card, ATI Radeon 3870 or higher, Nvidia GeForce 8800 GT or higher. Minimum 512MB VRAM
    • DirectX®: 9.0c
    • Sound: DirectX 9.0c compatible, 16-bit

Recommended:

    • OS: Windows 7 64-bit
    • Processor: Quad-core Intel or AMD CPU
    • Memory: 4GB
    • Hard Disk Space: 15 GB
    • Video Card: DirectX 11 Nvidia or AMD ATI card, Nvidia GeForce GTX 560 or ATI Radeon 6950 w/ 1GB VRAM
    • DirectX®: 9.0c
    • Sound: DirectX 9.0c compatible, 16-bit

Tiago Roque

Leave A Comment