Análise The Incredible Adventures of Van Helsing

The Incredible Adventures of Van Helsing é o mais recente membro a juntar-se à família cada vez maior dos action-rpg e certamente que está à altura dos irmãos mais velhos Torchlight e Diablo em muitos dos aspetos.Como o título do jogo sugere, o nosso protagonista é Abraham Van Helsing Jr, ou seja o filho de Van Helsing, personagem conhecido do romance “Drácula” de Bram Stoker, e exploramos uma Europa de Leste do século XIX, num ambiente steampunk e gótico cheio de estilo.

Apesar do jogo basear o seu personagem no romance de Drácula, pouco ou nada mais tem a ver com ele; o ambiente de jogo é todo ele gótico, do inicio ao fim com alguns toques steampunk, pois para além dos típicos vampiros e lobisomens, lutaremos também com outros animais maléficos, magos e cientistas loucos, tudo isto com uma dose extra excentricidade e charme.Este é mesmo o facto que consegue distanciar The Incredible Adventures of Van Helsing dos restantes action-rpg, a ambiência, a jogabilidade e o soundtrack do jogo.

Ao comecar o jogo, e para tornar as coisas mais interessantes, somos apresentados ao nosso parceiro, uma espécie de ajudante ao longo do jogo, Lady Catarina, um fantasma que nos ajuda a matar monstros e pode ser equipada com items e skills, e que nos surpreende constantemente com linhas de diálogo ou sugestões sobre as quests ou locais a visitar, o mesmo acontece com todos os outros npc´s do jogo, como resultado, o diálogo com os npcs parece muito mais dinâmico e vivo,ao contrario de todos os outros a-rpgs em que os diálogos só estão lá por estar, o que dá um toque refrescante e novo ao jogarmos a campanha. Todo este ambiente e mundo fantásticos envolvem-se numa jogabilidade típica de rpg, pois está tudo presente: o loot, os níveis, as skill trees, o os skill points.

Game-Screenshot-Free-DLC-content-for-the-Incredible-Adventures-of-Van-Helsing

Van Helsing, como caçador de monstros certificado que é, tem à sua disposição armas melee como espadas, mas também pode usar armas de fogo, bem como magias, e apesar de não podermos utilizar tudo ao mesmo tempo, podemos sim trocar entre tipos de ataque com uma simples tecla, o que torna a abordagem ao combate em Van Helsing sempre único e com diferentes abordagens possíveis. Apesar de só existir no fundo uma classe, as armas possuem as suas próprias skill trees e power ups diferentes, dependendo das nossas escolhas, o que encoraja a especilização, seja armas com poder de fogo, eletricidade ou simplesmente força bruta, ou se preferirmos podemos também especializar em armas de fogo, para aqueles que preferem matar monstros à distância.

Apesar de tudo parecer bem, nem tudo é perfeito em The Incredible Adventures of Van Helsing. O interface é um dos aspetos que mais sofre. Ao mirar um monstro por exemplo, a barra de energia é sempre posicionada no meio de ecrã, o que faz com que quando são muitos monstros não conseguimos ver tudo, e que pode resultar na nossa morte. O que não resultou muito bem também foi a performance do jogo, apesar de ter uns gráficos bastante bons, e dos cenários e monstros serem bastante detalhados, o jogo sofre de uma quebra de framerates constante e apesar de estes não serem problemas de maior, são pequenas coisas que podem influenciar ou mesmo afastar algumas pessoas de jogar The Incredible Adventures of Van Helsing.

the_incredible_adventures_of_van_helsing_54852

Se estes pequenos problemas não forem suficientes para te afastar, podes sempre convidar amigos e experimentar o modo online. Multiplayer em The Incredible Adventures of Van Helsing pode parecer aborrecido na primeira abordagem, afinal todos os jogadores são o Van Helsing, mas a diversidade de equipamento e as suas especializações são tantas que todos se poderão destacar e até desempenhar papéis diferentes em cada jogo. Convencendo os amigos, será mesmo a única forma de jogar multiplayer, pois a pesquisa de servidores raramente acha alguém que esteja a jogar, felizmente, apesar de divertido, não é preciso jogar multiplayer para apreciar este jogo, um jogador casual tem cerca de mais de 20 horas de jogo com a campanha single player, o que para um jogo indie e barato, não é nada mau.The Incredible Adventures of Van Helsing pode não ser o jogo que fiquemos a jogar durante meses a fio, ou estejamos ansiosos por a peça de equipamento perfeito, mas vai certamente entreter os fãs do género, especialmente se trouxerem os amigos abordo da aventura.

7.5/10

Tiago Roque

Comment (1)
The Beast in the Lair – Van Helsing II | Combo Caster
Fevereiro 25, 2014

[…] Foi lançado um novo vídeo da sequela de Van Helsing. […]

Responder

Leave A Comment