Análise Ittle Dew

O Zelda original é um jogo especial para muitos e originou um género de jogo característico que inspirou jogos durante anos. Ittle Dew não esconde a sua inspiração e apesar das muitas alterações, que são suficientes para lhe dar uma identidade própria, ninguém que tenha jogado o Zelda original consegue deixar de ver as semelhanças. Ittle Dew começa com a nossa heroína naufragada e lavada para uma praia desconhecida. Com apenas uma vara moderadamente afiada e seu alado e amigo Tippsie como suporte , Ittle sai em busca de um caminho para fora da ilha e qualquer tesouro que ela pode encher seus bolsos .

Ela encontra-se com Itan, um vendedor que se oferece para construir uma jangada em condições de navegar em troca do misterioso artefato escondido num castelo nas proximidades. Ele também tem três itens exclusivos para venda, a espada de fogo , varinha de gelo, e a varinha portal. O principal desafio e o aspecto mais interessante de Ittle Dew está na combinação criativa desses itens para resolver enigmas e progredir através do castelo.

Quando o jogo começa, Ittle tem acesso a apenas algumas habilidades como empurrar blocos , carregar em botões ,  usar a bengala para atacar os bandidos ou activar interruptores de cristal. Embora essas acções sejam suficientes para levá-la através de algumas salas que necessitam de pouco mais do que acender uma tocha , é rapidamente evidente que os itens exclusivos de Itan são necessários para prosseguir. Ao contrário da série Zelda principal , no qual puzzles e portas trancadas são frequentes, mas não uma constante, a principal masmorra do castelo de Ittle Dew está cheia de quartos que estão sempre trancados em pelo menos um lado e muitas vezes mais .

Estas portas só são desbloqueadas ao resolver um puzzle , que variam desde matar todos os inimigos  até algo bem mais complicado. A maioria dos quartos , no entanto, apresentam alguma forma de puzzle de deslizamento de blocos, algo que parece simples e é no inicio, mas complica-se com o tempo.  É neste momento que os itens de Itan vêm a calhar com a espada de fogo a substituir a vara proporcionando uma fonte constante de fogo e uma arma um pouco mais forte, varinha de gelo a permitir congelar uma variedade de objectos , incluindo os inimigos e a varinha portal que nos permite criar um bloco , bem como o transporte de certos objectos para o local desse bloco. Só controlando todos estes itens é possível resolver os puzzles.

ittle-dew
Outro aspecto bem conseguido vem do facto de muitos dos puzzles , e o jogo em si, pode ser resolvido de várias maneiras. Apesar de precisarem de recolher e usar todos os três itens para chegar a 100% no jogo, a história principal pode ser concluída com apenas dois. Especificamente, qualquer dois combinação dos dois. Isso dá uma grande liberdade ao jogador e abordagens diferentes resultam em soluções diferentes o que aumenta o valor de replay. Isto também faz com que mesmo depois de conhecermos como os puzzles funcionam continue a existir um desafio. Muitos dos puzzles conseguem ser realmente desafiantes, mas felizmente Ittle Dew conta com um bom sistema de dicas que nos vão ajudando ao longo do jogo.

Ittle Dew vive muito também dos seus óptimos visuais, criando uma espécie de hidrido entre Zelda e Adventure Time que funciona bastante bem. Se são fãs de Zelda e de todos os jogos inspirados por ele, como Binding of Isaac por exemplo, Ittle Dew é um dos melhores jogos do género  a sair nos últimos anos. A liberdade do jogo é a principal característica e nunca sentimos que temos apenas uma forma de prosseguir e é isso que torna Ittle Dew tão bom.

 

8/10

Tiago Roque

Leave A Comment