Porque é que a 2DS faz sentido mas estraga tudo com o nome

Muito se tem falado acerca da recentemente anunciada 2DS da Nintendo. As criticas vao desde o design, o nome e a falta de algumas funcionalidades, mas alguns críticos reconhecem também que e uma consola que tem um espaço no mercado, opinião que eu partilho. A estratégia da Nintendo pareceser simples, oferecer um modelo da 3DS a quem ainda não a tinha, eliminando uma boa quantidade de problemas no processo. Um dos problemas que a 3DS enfrenta desde o inicio e a falta do publico mais joivem que sempre foi o seu maior trunfo e que teve que ficar um pouco de fora graças ao não aconselho de utilização da tecnologia 3D.

Ao simplesmente eliminar essa funcionalidade a Nintendo consegue tranquilizar os pais que podem assim optar pela 2DS e abandonar de vez a velha DS. Um problema menor desde a DS eram as dobradiças. Apesar de os jogadores mais velhos estimarem as suas consolas, basta uma pequena pesquisa no eBay para verem a quantidade consolas à venda separadas a meio. A 2DS pode não ter dobradiças e usar apenas um grande ecrã em vez de dois para baixar custos de produção, mas a realidade é que acaba por resolver este problema, criando uma consola bem mais resistente que se adapta bem melhor ao publico mais novo.

O facto de ser mais barata cerca de 50€ é a cereja no topo, acabando por ser a melhor oferta para os pais de crianças mais novas e até para quem não tenha qualquer interesse em 3D. Não vou dizer que a 2DS é superior ao modelo antigo. É de longe menos atraente e falta o 3D mas é uma consola apontada a um publico especifico e é solução ideal para esse. Infelizmente a Nintendo estraga tudo com o nome, uma tendência que esta tem mantido desde à uns anos. De Wii para Wii U, DS para DSi e 3DS, a verdade é que os nomes escolhidos pela Nintendo não são diferenciadores o suficiente para um publico pouco informado. Se os colaboradores das lojas não forem capazes de explicar realmente as diferenças e opções para um comprador mal informado, 3DS, 2DS e DS são quase a mesma coisa.

Como se isso não fosse suficiente, há um problema maior nos jogos. A verdade é que não existem jogos para 2DS. Existem jogos para DS e jogos para 3DS e isso é o que vai confundir mais os consumidores. Na realidade pode tudo funcionar bem, mas não me parece ser uma boa decisão. A Nintendo é a marca mais antiga sobrevivente da industria e as suas consolas clássicas são bons exemplos, mas actualmente deveria aprender um pouco com a Sony, pois não há nada mais simples que simplesmente numerar, pois toda a gente sabe contar.

Tiago Roque

Comment (2)
Stealth
September 27, 2013

The name is fine

Reply
Daniel
October 1, 2013

Excelentes informações! Bem explicativo e objetivo! Estou enviando pra uns amigos pra eles entenderem os diferenciais deste novo console. Parabéns pelo excelente artigo!

Reply

Leave A Comment