Análise Space Hulk

Baseado no universo de Warhammer 40,000, Space Hulk tem uma abordagem diferente da da série de RTSs e do shooter na terceira pessoa, baseando-se exclusivamente no jogo de tabuleiro com o mesmo nome. Space Hulk é um jogo para dois jogadores, colocando os Blood Angel contra os Genestealers. O objectivo de cada nível baseia-se normalmente em chegar à saída com os fuzileiros e derrotá-los com as forças dos Genestealers, mas alguns níveis variam um pouco a formula.

Na campanha a solo, os Genestealer são controlados pela IA, ficando o jogador no comando dos fuzileiros. Quem esperava que a inspiração no jogo de tabuleiro fosse apenas isso, uma inspiração, estava completamente errada, pois Space Hulk pouco mais é do que uma versão digital do jogo de tabuleiro. Os níveis de Space Hulk são uma série de corredores, portas e muitos lançamentos de dados d6.

Os Marines demasiado grandes para que caibam mais de um num corredor, o que os obriga a avançar em linha. Cada um recebe apenas quatro pontos de acção por ronda, que podem ser gastos a andar, girar ou acções especiais . No entanto, a implantação de um dado de cada vez, também atribui ao jogador pontos de comando, que podem ser gastos em acções adicionais. O movimento mais importante no jogo é o overwatch, que pelo custo de 2 pontos de acção permite que os Marines atirem contra qualquer Genestealers que se mova no seu alcance.

Os fuzileiros têm a vantagem no armamento, mas os Genestealers têm a vantagem no lançamento dos dados. Enquanto jogam com os fuzileiros têm que tentar manter os Genestealers à distancia, mas estes têm que tentar aproximar-se com o maior numero de unidades possível para lhes bloquear o caminho e eliminar algumas unidades. Os Genestealers têm respawns espalhados pelos mapas, logo têm um numero ilimitado, o que compensa a desvantagem em armamento.

258860-space1

Tudo isso é uma recriação fiel da mecânica de sucesso do jogo de tabuleiro , e assim como no original, há diversão possível em organizar cuidadosamente o progresso do Marines e explodir os Genestealers , mas infelizmente existem alguns problemas específicos que resultam da transição. O jogo geralmente é agradável para os olhos. Os modelos das personagens estão bem recriados e estão ao nível de outras adaptações do universo Warhammer. A vista na primeira pessoa também é um toque interessante. Infelizmente as animações não têm a mesma qualidade e por vezes vemos a animação e nenhum som sai das armas. São pequenos problemas que danificam bastante a experiência de jogo.

O esquema de controle é um pouco desajeitado também, mas fácil o suficiente para todos os jogadores. Graças à dificuldade do jogo existe uma opção para desfazer a ultima movimentação que fizerem. A desculpa é a dificuldade mas parece também ser uma solução para as falhas na jogabilidade. Provavelmente maior do que estes problemas são a adesão servil do jogo para o material de origem. A decisão de simplesmente replicar o jogo de tabuleiro pode ser uma decisão que irá agradar a alguns jogadores, mas infelizmente torna o jogo demasiado aborrecido e repetitivo. Muito do charme dos jogos de tabuleiro é o convívio, algo que não existe aqui.

Space-Hulk-Screenshot-2

Embora os diferentes tipos de Marines melhorem um pouco as coisas , há apenas uma quantidade limitada de variedade tática, especialmente graças à falta de inteligência da IA que insiste em simplesmente colocar-se à frente do nosso alcance, sem nunca nos tentar flanquear ou proteger as zonas mais essenciais de cada nível. Os modos multiplayer podem corrigir esta última questão, mas isso não desculpa realmente as falhas na componente a solo.

Space Hulk é agradável o suficiente para curtas sessões de jogo, mas acaba por sofrer demasiado pelo acumular de erros, bugs e glitches. As falhas na IA tornam a campanha demasiado previsível e o facto de no fundo estarmos a jogar um jogo de tabuleiro para múltiplos jogadores sozinhos torna tudo um pouco triste. Pessoalmente recomendaria simplesmente comprar o jogo de tabuleiro, mas se já o têm ou isso não for opção, Space Hulk é uma boa transição para o meio digital de um bom jogo de tabuleiro.

6/10

Tiago Roque

Leave A Comment