Análise: inFamous: Second Son

No final de inFamous 2 dissemos adeus à personagem principal e alguns pensaram que seria o final da série, mas com o lançamento da PS4 chegou o anuncio de Second Son, um jogo passado depois dos acontecimentos de inFamous 2 e que tem uma nova personagem. Sete anos depois de New Marais, o mundo está muito diferente. Os condutores são agora apelidados de bio-terroristas e perseguidos pela DUP. A nova personagem vivia à margem de tudo isto em Washington até uma fuga de condutores que mudou a sua vida.

infamous_second_son_04

O poder de Delsin Rowe não é fácil de detectar e até entrar em contacto com outro condutor nem o próprio Delsin sabia que o possuía. Delsin tem o poder de absorver os poderes de outros condutores, podendo tornar-se assim o condutor mais poderoso e temido do mundo.

Mas as suas intensões são boas no inicio, sendo que depois este irá tornar-se o reflexo das ações do jogador. A DUP tem a função de apanhar todos os condutores e prende-los, mas tenta também destruir a imagem publica dos condutores, apelidando-os de bio-terroristas por exemplo. Depois da fuga de três condutores uma unidade é enviada para a zona onde Delsin vive com o seu irmão Reggie, um policia que já prendeu o irmão por pequenos atos de vandalismo.

Infamous Second Son - 01

Juntamente com essa unidade veio Augustine, a líder da DUP, que apesar de liderar uma força que luta contra os condutores, é ela própria um, tendo poderes de cimento. Delsin tenta ajudar as vitimas do carro que transportava os condutores mas assim que toca numa das vitimas ganha os seus poderes de fumo. Depois de uma pequena perseguição o condutor é apanhado pela DUP e Augustine nota algo suspeito em Delsin e além de o torturar a ele tortura também toda a comunidade Akomish de que ele faz parte.

Depois de perceber que apenas com os poderes de Augustine pode salvar os seus amigos e conhecidos, Delsin segue com o seu irmão em perseguição de Augustine e é a partir daí que o jogo começa realmente. No desenrolar da história Delsin usa os seus poderes de absorção para recolher novos poderes de outros condutores, normalmente indicados pelo seu irmão. O primeiro destes poderes e o único de que irei falar para vos deixar alguma novidade para quando jogarem o jogo é o poder de Néon. Vou então falar um pouco destes dois poderes e deixar o restante para descobrirem. É impossível não comparar os poderes de Delsin aos elétricos de Cole.

ps4-hi-res-infamous-second-son-screenshots-mar1544

Em parte apesar de um novo tipo de poder, as habilidades são semelhantes. Enquanto que Cole absorvia poder de qualquer tipo de objecto com eletricidade, desde postes, a geradores e carros, Delsin precisa de objetos mais específicos como chaminés ou um carro em chamas. As habilidades são semelhantes, ambos podem planar, apesar de Delsin conseguir usar um boost, transformando-se em fumo, podendo ainda atravessar grades ou portões por exemplo e usar condutas de ar para subir até ao telhado de prédios. Neste aspecto Delsin é até superior a Cole. Depois ambos podem usar granadas baseadas nos poderes assim como misseis e ataques básicos que drenam a energia.

A principal diferença aqui é que os ataques especiais como misseis são contados à parte carregando até um máximo de três sempre que nos reabastecemos. O poder de Néon é aquele que mais diferenças trás. Em vez de misseis temos um pequeno laser que apesar de mais poderoso é mais difícil de acertar pois não é explode como o míssil.

2051187-704525_20130820_006

A principal vantagem deste poder vem na movimentação e nos ataques básicos. Este poder permite-nos subir prédios pelas paredes. Este poder quando usado no chão permite-se andar uma curta distancia à “velocidade da luz”, mas quando usado para subir prédios dura até chegarmos ao telhado. Obviamente velocidade da luz é apenas no nome, pois apesar de nos movermos rápido estamos longe de nos movermos à velocidade da luz. O outro ponte forte deste poder é poder apontar para zonas estratégicas quando usamos o ataque normal.

Ao apontar para um inimigo vemos uma zona vermelha e outra azul. A vermelha é a cabeça e apesar de mais exposta normalmente e podermos derrotar um inimigo com um disparo bem colocado, ganhamos mau karma, enquanto que se lhe acertarmos na perna onde tem uma zona azul ganhamos bom karma. A resposta que ganhamos ao acertar nestas zonas é também óptimo. Ao acertarmos na zona vermelha o inimigo desintegra-se num espetáculo de luzes vermelhas, enquanto que quando acertamos na zona azul o inimigo fica imobilizado no chão.

InFAMOUS_Second_Son-bridge_destruction_3

A progressão no jogo é também um pouco diferente. Agora para aceder a novas missões temos que primeiro atacar zonas controladas pela DUP e depois de acabarmos todas as missões nessa zona devemos voltar a elas mais tarde para completar os objectivos secundários e tomar o controlo da zona. Para dominar a zona temos que lutar contra uma força especial como um helicóptero militar e para aceder às missões novas temos que atacar uma zona protegida pela DUP numa grande batalha que à exceção de bosses são as sequencias mais complicadas.

Apesar de já existirem bons jogos para PS4, este é um dos que mais justifica a compra na nova consola da Sony. É sem duvida o jogo com melhor aspecto atualmente na consola em todos os aspectos. As habilidades das personagens e inimigos são uma maravilha visual. A forma como deixamos um rasto quando usamos a habilidade Néon é uma prova do poder da consola e tudo o resto é também óptimo. A cidade parece viva e apesar de os habitantes nunca parecerem andar ocupados com algo em concreto, respondem à nossa presença.

Tiago Roque

Leave A Comment