Análise: Amnesia: Memories

Amnesia: Memories é uma Visual Novel disponível para a Vita e PC. Este é um género bastante popular no Japão mas que nunca foi realmente popular por estes lados, nem vai ser pois apesar de ter ganho alguma popularidade recentemente nunca irá ser mainstream.

A maioria dos sims de namoro oferecer-lhe uma seleção de personagens, cada uma com os seus gostos e desgostos. Fazer escolhas de diálogo que correspondem às paixões de um determinado personagem. É uma fórmula experimentada e verdadeira que às vezes sofre como resultado de sua previsibilidade. Amnesia: Memories traz consigo algumas novidades no género.

Amnesia-Memories_05-11-15

A história do jogo é a de um espírito chamado Orion na consciência do jogador, substituindo as suas memórias. Depois de conhecer o espírito e passando por uma série de opções de diálogo preliminares podemos escolher a personagem.O tom da escrita é bastante consistente. Mesmo com uma grande parte da história focada nos detalhes deprimentes que cercam o mistério das memórias perdidas, há humor e afeto entre os personagens que mantém as coisas leves. Orion é um companheiro energético e de apoio, e é difícil não sorrir, mas o enredo é demasiado leve para inspirar muito drama.

A qualidade destes jogos varia consoante a qualidade da história e as personagens e Amnesia: Memories é apenas mediano em ambos. A qualidade dos diálogos também não é boa, com as personagens a contarem a sua vida toda mesmo que isso não faça qualquer sentido.

Amnesia_06-01-15

Apesar disso há alguns elogios a fazer em relação aos valores de produção do jogo, que excedem em muito as expectativas se pode ter para um jogo deste género. Há voz japonês atuando em quase todas as linhas não falados pela personagem principal. A arte é também uma alegria, a partir dos desenhos originais e coloridas personagem para os retratos de ecrã cheio que retratam os principais momentos em cada história.

Tiago Roque

Leave A Comment