Antevisão: Wartile

Wartile é um jogo de estratégia por turnos para os fãs de jogos de tabuleiro. Os jogos de guerra de tabuleiro são adorados por muitos no mundo inteiro, existido até adoradas sagas de videojogos que tiveram aí a sua origem como Warhammer, com outros a fazer o caminho oposto como Warcraft e tantos outros.

A apresentação de Wartile é soberba, com atenção ao detalhe até a forma como pegamos nas peças simula um wargame. Cada cenário parece uma pequena miniatura, com a diferença em que tudo parece estar vivo e deixa-nos a pensar como seria uma versão VR. Cada peça tem ataque e defesa diferente, mas as especificidades de cada uma não se ficam por aí, com a forma de combate de cada uma a ser crucial na forma como abordamos o combate.

Certas unidades são mais fortes contra inimigos com escudos ou contra arqueiros por exemplo. Além disso podemos recolher equipamentos durante os níveis do jogo e ouro. O ouro é utilizado para comprar novas unidades, no entanto não existem muitas para comprar e vamos tendo dinheiro para comprar as que vão ficando disponíveis. Os equipamentos podem ser utilizados nas personagens que vamos adquirindo, aumentando o ataque ou a defesa, mas normalmente baixando em menor grau outro atributo.

Também fundamental é perceber como abordar o mapa em que o jogo nos coloca. Se conseguirmos evitar uma torre ou entrar numa gruta para evitar que sejamos flanqueados as hipóteses de termos sucesso aumentam muito. Isto não quer que dizer que o jogo não tenha a sua quota de imprevisibilidade. O inimigo pode chamar reforços do nada que nos podem flanquear ou reforçar uma posição inimiga por onde temos que passar. No entanto apenas existe imprevisibilidade na primeira tentativa. Quando repetimos o mesmo nível, a IA repete exactamente os mesmos passos, reforçando as mesmas zonas na mesma altura, o que nos ajuda a tomar medidas para quando isso acontecer.

Em termos narrativos não há muito para falar além de pequenos textos no inicio de cada missão. A temática Viking assenta que nem uma luva no jogo, mas um pouco de narrativa mais forte era algo bem vinda. A dificuldade do jogo também poderia ser revista. Para veteranos do género pode ser até demasiado fácil e acho que a dificuldade actual funcionava bem como normal, mas falta um modo mais fácil do jogo. Mas por outro lado Wartile não é muito imprevisível e se simplesmente seguirmos os passos certos a vitoria está assegurada, trata-se apenas de encontrar os passos certos.

Nesta fase, Wartile encontra-se bastante incompleto, com poucos níveis e com mais conteúdo por vir do que aquele que esta incluído, no entanto as mecânicas e ideias estão no sitio e se quiserem acompanhar o desenvolvimento de um bom jogo é uma boa oportunidade.

Tiago Roque

Leave A Comment