Casinos online: a modernidade do conceito

Casinos online: a modernidade do conceito

Com a chegada da internet, os casinos saíram das salas e passaram para os computadores do mundo inteiro e, ultimamente, para os smartphones. Os casinos online, como o casino.netbet.com, vieram dar a milhões de pessoas a possibilidade de arriscarem nos mais clássicos jogos diretamente através dos seus equipamentos e habilitarem-se a ganhar prémios em dinheiro real.

O conceito de casino foi, desta forma, literalmente trazido para o século XXI. Se nos anos 90 ainda podia haver dúvidas quanto à fiabilidade das plataformas, a progressiva evolução em termos técnicos e organizacionais veio fazer com que os melhores casinos – aqueles que cumprem as exigentes normas nacionais e internacionais para salvaguardar os clientes – assegurem o melhor funcionamento das suas plataformas. Neste aspeto, a indústria já atingiu uma fase de maturidade.

Jogos clássicos, versões ao vivo

Muitos jogadores de casino não conseguem ter a mesma sensação de adrenalina e de imprevisibilidade ao jogar em plataformas virtuais. Por um lado, sentem que a experiência se aproxima demasiado de um jogo de computador para ser real – ainda que os jogos de simulação da atualidade estejam cada vez mais próximos da realidade física. Por outro, porque existe algo no inconsciente que aponta para uma eventual facilidade na manipulação do “software” de jogo por parte da empresa – um receio infundado, principalmente no caso dos grandes casinos devidamente auditados e certificados.

É por este motivo que as plataformas adotaram o casino ao vivo, em que a câmara de vídeo ajuda o jogador a ter uma maior sensação de realismo. Na opção de “live casino”, o jogador acede a uma sala de jogo real através de uma ligação de vídeo online, onde interage com um “dealer” real, mesas de jogo reais e máquinas mecânicas, e não eletrónicas.

 

O futuro dos jogos de casino: realidade virtual

O futuro desta forma de lazer deverá passar pela sua adaptação à realidade virtual, através da utilização de equipamentos como o Oculus Rift ou o futuro Oculus Go. De acordo com o portal VentureBeat, em 2015 já havia uma grande empresa de jogo online a desenvolver uma plataforma deste género. O “lobby” fazia lembrar os planos do famoso filme “Blade Runner”, e o ambiente virtual permitia também interagir com outros jogadores.

A plataforma em questão, estando devidamente legalizada, colaborou de perto com as autoridades do país onde está baseada – Malta, o pequeno arquipélago no Mediterrâneo que faz parte da União Europeia – de modo a garantir a qualidade da experiência e a cumprir padrões de jogo responsável. Neste sentido, é de esperar que dentro de poucos anos esta modalidade se torne mais frequente.

Tiago Roque

Leave A Comment