Análise DanceStar Party Hits

DanceStar Party Hits é a nova entrada nos jogos musicais da Sony e deriva de  SingStar, o jogo de Karaoke lançado para PlayStation 2 e que foi dos primeiros jogos a atrair públicos mais casuais antes de passar a ser moda. Depois de 50 jogos de sucesso e da transição para o PlayStation 3 garantiu a sua sobrevivência. Com o lançamento do PlayStation Move mudou-se para a dança com o jogo DanceStar, uma extensão dentro do mesmo gênero casual da Sony, mas que se concentrou na dança, com o Move a fazer um ótimo trabalho. Com o próprio SingStar a ser free to play agora, com o jogador a ter que apenas ter que adquirir as musicas que quiser será que faz sentido vender DanceStar?

Não posso realmente responder a isso, mas posso dizer se DanceStar Party Hits é realmente um bom jogo. DanceStar Party, lançado no ano passado foi um grande jogo, desde que gostem deste tipo de jogos. Se a unica coisa que jogam é FPS e são verdadeiros metaleiros nem vale a pena olhar para o resto da análise.  É um jogo que brilha principalmente nas noites com os amigos e, este ano, vemos uma continuação do sucesso com DanceStar Party Hits. Importa pouco se são ou não os melhores dançarinos do mundo, o importante é na realidade divertirem-se.

DanceStar Party Hits contém uma lista de40  musicas que incluem o videoclipe.  A grande parte não é propriamente recente recentemente, mas são todas musicas que todos conhecem mesmo que não sejam fãs do gênero  Podem encontrar desde Lady Gaga a Cheryl Cole e  The Beach Boys. São especialmente musicas  rápidos ideais para a dança. Tudo isto é, naturalmente, acompanhado com o videoclipe oficial. Obviamente não esperem gráficos espetaculares, mas o conteúdo geral do menu e outras características visuais são limpas e muito eficientes esteticamente.

Podem começar imediatamente pelo modo de dançar agora. Escolham uma música e em segundos estão a  dançar. Esta dança é feita com um PlayStation Move na mão e devem imitar todos os movimentos mostrados no ecrã. Quanto melhor acompanharem os movimentos mostrados melhores serão as vossas pontuações e o objetivo final é, naturalmente, obter a melhor pontuação. Nada de especial ou original neste aspecto. Podem também fazer a partilha online do vosso desempenho, incluindo as imagens capturadas pelo PlayStation Eye.

O Move não está no seu melhor, havendo algumas imprecisões mas nada que complique o jogo, e o captura da voz também necessita de melhorias, mas tirando este pequenos solavancos, Party Hits faz praticamente tudo tão bem como a versão anterior. Infelizmente também não tenta sequer distanciar-se muito ou inovar.

O destaque é dado ou modo dançar agora, que podem aceder facilmente no menu principal. Se forem realmente um  jogador muito criativo, podem também acompanhar a musica com a vossa própria rotina.  Um bom extra que soa melhor do que aquilo que realmente funciona. O mesmo se aplica a outros modos que o jogo tem. Mas já podem dar uma festa com várias pessoas e dançar para finalmente ver quem é o melhor dançarino. Um modo ideal para uma noite com os amigos.

Se forem  um ávido dançarino e uma pessoa fanática por calorias, podem começar no modo treino. Aqui têm que dançar algumas musicas para ver quantas calorias queimaram. Talvez seja desnecessário, mas se quiserem um pouco de trabalho e não quiserem ir para o ginásio então este modo de jogo é até bem mais interessante que alguns dos jogos de fitness que por aí andam. É claro que o jogo, baseia-se  principalmente nos moldes básicos do jogo lançado o ano passado. Inclui uma nova lista de musicas para modos existentes e conhecidos e continua sem duvida um jogo ideal para uma noite agradável.

A esse respeito, o jogo consegue com louvor ser um verdadeiro jogo de festa.Infelizmente tem como principal defeito não inovar praticamente nada em relação à versão interior, mas isso também significa que é tão bom como essa. É divertido, funciona sem problemas de maior, o menu é limpo, a lista de musicas é boa e variada e que contém tudo o que normalmente entretém as pessoas , especialmente com os amigos. É claro que não é para todos, as musicas irão agradar à generalidade mas se a vossa onda for mais pesada afastem-se daqui. No entanto Party Hits não tenta enganar ninguem, são musicas de festa que toda a gente conhece nem que seja por ouvir na rádio enquanto vai para o trabalho e apesar de não inovar também não precisa propriamente de o fazer, a formula funciona e aqui está  a prova.

Pontuação: 8/10

Tiago Roque

Leave A Comment