Análise Trackmania 2: Canyon

Antes de começar devo dizer que apesar de reconhecer que o primeiro Trackmania é um dos jogos online mais populares e um marco dos e-Sports, eu nunca fui grande fã. A simulação ou arcade com danos e algum realismo é o que realmente gosto e sempre achei que Trackmania se baseia mais em decorar uma pista até sabermos ao segundo o que fazer e não em lidar com as condições normais de uma corrida. O realismo está bastante longe de ser encontrado em TrackMania 2 tal como acontece no primeiro jogo, mas agora vão ter que pagar pelo jogo. Felizmente agora os cenários são muito melhores que os do primeiro jogo e os veículos não são apenas uma espécie de F1.

Qualquer um que já tenha jogado qualquer um dos jogos originais vai saber o que esperar, mas para aqueles talvez tenham uma surpresa devido à velocidade e simplicidade da jogabilidade de Trackmania. Sim, é simples. A série renuncia à simulação complexa e uma abundância de combinações de botões para controlos completamente simples. Mas não se deixem enganar por essa simplicidade. A razão para os controlos simplistas é dar aos jogadores um terreno sólido para manipular os seus veículos. Coisas como o ângulo de entrada em rampas ou em curvas definem completamente o sucesso ou insucesso. Facilmente perdem segundos preciosos por entrarem mal numa curva mesmo que pareça que fizeram tudo correcto.

Ao contrário de um carro de corrida tradicional e uma evolução posterior desse carro upgrades ou com a aquisição de outros em Trackmania só há um objectivo, conseguir o melhor tempo. O objectivo é completar quantas voltas necessárias para bater um novo record e conseguir mais medalhas. Apesar de alcançar o ouro ser bastante fácil nas pistas iniciais, a dificuldade rapidamente aumenta e percebem porque o jogo ter um controlo simples e preciso. Este é o tipo de jogo em que cortar meio segundo numa curva complicada pode fazer a diferença entre a prata e o ouro.

Este estilo de corrida pode parecer entediante, mas o coração Nadeo está no lugar certo, e eles sabem exactamente o que é preciso para fazer esta jogabilidade viciante e é completamente normal recomeçar a corrida vezes sem conta porque simplesmente não gostaram de como fazer uma corrida. Um dos componentes mais interessantes de TrackMania 2 é a forma como está estruturado, como uma experiência única orientada para a comunidade integrando o singleplayer e o multiplayer como se fosse um só. Embora as medalhas serem prémios para o jogo a solo, os jogadores são capazes de carregar fantasmas de vários outros pilotos e usá-los como referência para se desafiarem a vocês próprios.

O foco pesado na comunidade é um dos maiores encantos TrackMania 2, criando um sentimento surpreendentemente forte de comunidade, sem muito esforço por parte jogadores. Aqueles não interessados ​​em se juntarem a grupos e carregar dados fantasma são propensos a se sentirem deixados de fora. As medalhas devem ser ganhas para desbloquear pistas tanto para uso em single e multiplayer, e apesar de a intenção de dar algum tipo de progressão de desbloqueio para o jogador ser bom, não é propriamente motivante. TrackMania 2 não é apenas sobre corridas com amigos e outros jogadores, é sobre a partilha, construção e criação. Como títulos anteriores, TrackMania 2 tem um editor de pistas, oferecendo opções tanto simplificadas como avançadas de criação. Estas pistas não são propriamente importantes para os aspectos competitivos mas é sempre divertido correr numa pista construída por nós.

Olhando para além do editor de pistas, TrackMania 2 também encoraja os jogadores a personalizar o seu perfil e carros.  Ao contrário do editor de pistas, achei a ferramenta de personalização de carro muito mais desajeitada de aprender e usar, sem os mesmos critérios de esquema de controlo intuitivo. No entanto, com um pouco de paciência e de aprendizagem, os jogadores serão capazes de criar um carro que se sente como realmente vosso. Fora dos modos singleplayer online e offline é bom saber que Trackmania 2 suporta modos multiplayer locais, incluindo ecrã dividido. Embora isso não seja muito comum de ver no PC a verdade é que devia, é propriamente o modo mais simples de implementar e aparece muito poucas vezes no PC.

TrackMania 2 tem um motor gráfico fantástico que consegue mostrar distâncias enormes no ecrã mantendo uma framerate suave. Mesmo com um bom aspecto Trackmania 2 consegue ser aproveitado por praticamente todos os jogadores mesmo com hardware mais antido. Gostaria de ver mais variedade de locais, a maioria das localidades do jogo são apenas  ravinas e ambientes de estilo de deserto mas certamente irão ser lançados novos ambientes. Tão polido como o motor é infelizmente a interface é, bem, basicamente horrível. O tamanho de letra e organização dos menus não é esteticamente agradável nem funcional e prejudica mais o jogo do que gostaria de admitir. Tal como disse, eu não sou fã de Trackmania, mas não posso deixar de realçar o que ele faz bem. Ele traz de volta um tempo de gastar moedas em máquinas arcade durante horas e consegue trazer isso para os eSports. Os aspectos de comunidade são também brilhantes e fazem com que todos os jogadores se sintam tão ligados a este jogo.

Pontuação: 8.1/10

Tiago Roque

Leave A Comment