Análise: Gears of War: Judgment

Não é assim de estranhar que não muito tempo depois do fim da trilogia original chegue Judgement, uma prequela que segue os acontecimentos do Kilo Squad, liderado por Damon Baird, e passa-se apenas algumas semanas depois do Emergence Day, quando os Locust saíram do subsolo.Além de Baird vão poder controlar outras personagens do Kilo Squad, cada um contando a história à sua maneira. A história é contada através de Flashbacks enquanto todo o Kilo Squad é presente a um julgamento, sobre o qual nada sabemos no inicio, além do comentário de um soldado que diz que Braid passou de herói de guerra a prisioneiro numa semana, o que antevê alguns actos heróicos para a nossa personagem principal.

As personagens de Judgment são bastante variadas e aumentam a qualidade da narrativa. Damon Baird e Cole Train são favoritos dos fãs e tiveram direito a um jogo mais focado neles, especialmente Baird. Os restantes membros do Kilo Squad são Sophia Hendrik, uma ex-jornalista e importante devido à sua relação com um cientista militar e Garron Paduk do exército da Républica Gorasnaya resgato pelos COG.

2227566-547458_10150901774674900_850304351_n

Esta ideia de que a realidade de eventos passados depende muito de quem conta a história está presente inclusive durante as missões de Judgment. Durante as missões, normalmente logo no inicio, vão encontrar o famoso símbolo da caveira, característico de Gears of War, no qual podem activar uma missão Declassified. Supostamente estas missões acrescentam pormenor à história contada por cada uma das personagens a ser julgada por crimes de guerra.

Obviamente estas missões são opcionais e tornam a restante missão muito mais difícil. Por exemplo, numa missão se activarem a missão Declassified terão visibilidade reduzida pois há um gás na área que afecta os olhos das nossas personagens. Esse facto podia ser esquecido durante o julgamento, activar a missão Declassified faz com que a história seja mais fiel, mas ao mesmo tempo mais difícil.

336711

Nem sempre estas missões fazem muito sentido, relembro-me por exemplo de uma em que tínhamos de utilizar apenas pistolas e nem sequer havia realmente qualquer explicação. Normalmente a explicação para ficarem restringidos apenas a uma arma é a de que ficaram sem munições, mas nem sempre.

Outra novidade de Judgment é o sistema Smart Spawn, que faz com que o jogo pareça sempre diferente nas várias vezes que joguem a mesma missão. Apesar dos objectivos serem os mesmos, os Locust têm um comportamento completamente diferente. Enquanto que numa primeira vez podem ser bastante lineares por exemplo, numa segunda ou terceira podem tentar flanquear ou até sair de uma porta da qual não estávamos à espera. Esta imprevisibilidade é bastante importante para aumentar o valor de replay e melhorar a experiência co-op.

gearsofwarjudgment10

Há algumas missões memoráveis, especialmente Onyx Point Fortress, uma missão fortemente inspirada no desembarque na Normandia, recriado em Medal of Honor: Allied Assault. Apesar de algumas missões memoráveis encontrei alguma falta de variedade nos objectivos que repetem demasiadas vezes a formula de sobreviver a hordas de inimigos.

A maior surpresa é a campanha Aftermath, que se passa durante a campanha de Gears of War 3. Para poderem jogar Aftermath terão de conseguir um determinado numero de estrelas durante a campanha principal.

Mesmo não sendo produzido directamente pela Epic Games, mas sim pela People Can Fly com o apoio da Epic, Judgment tem um aspecto fantástico, sendo nesse aspecto até o melhor Gears of War, contando também com um melhor sistema de partículas que contribui para alguns eventos impressionantes durante a campanha, como desmoronamentos de edifícios.  A jogabilidade foi também melhorada, estando mais fluída que nunca e com um melhor sistema de gestão de armas.

Gears-of-war-judgement

Juntamente a estas melhorias na campanha, os modos multijogador foram também revistos e melhorados. Há um novo modo cooperativo, chamado Survival que tal como o nome indica é sobreviver a várias vagas de inimigos. Este modo vem substituir o modo Horde e além das vagas de inimigos tem também objectivos que temos que cumprir. Conta com vários mapas criados de raiz para este modo, de grandes dimensões, mas que não estará todo disponível de inicio. Lembrando um pouco o que acontece em Battlefield ou Medal of Honor, o mapa vai ficando disponível à medida que os objectivos vão evoluindo. Além do modo Survival podem contar com os modos cooperativos e competitivos que se tornaram habituais na série, obviamente também eles contando com uma boa série de actualizações e melhorias.

Judgment é também o primeiro jogo da série a contar com um sistema de classes no modo multijogador. São no total quatro classes diferentes, uma por cada personagem do jogo. Baird é o engenheiro e pode reparar barricadas e colocar sentinelas, Cole o soldado e pode restaurar as munições aos outros jogadores, Sophia é a médica e pode curar os companheiros caídos e Paduk é o scout (sniper) e pode ver inimigos através das paredes com uma câmara especial.

 

 

Tiago Roque

Leave A Comment