Análise Go Home Dinosaurs

Go Home Dinosaurs é um pequeno Tower Defense com um design agradável e que mistura bastantes elementos de Plants vs Zombies numa estrutura dos jogos de tower defense tradicionais. Juntamente ao design colorido e agradável está uma jogabilidade simples que irá agradar a toda gente, desde aos jogadores mais habituados ao género como aos mais casuais. É sem duvida um jogo casual, mas há alguns níveis desafiantes.

Este é um jogo que é comum vermos para Android ou iOS, não tem realmente uma estrutura de jogo PC. Aqui vão encontrar vários mundos, cada um deles com vários níveis que ao completarem vos dão até um total de três estrelas, neste caso bifes. Há muito de jogo móvel em Go Home Dinosaurs e realmente seria como jogo para esses dispositivos que este teria mais sucesso.

No jogo são um pequeno roedor que convidou os seus amigos para um barbecue. Infelizmente foram atacados por dinossauros, o que obviamente faz todo o sentido. Irão perceber tudo isto com uma série de cutscenes ao bom estilo de Angry Birds, o que remete novamente para os jogos mobile. Realmente pareceu-me uma má decisão apostar no mercado PC com este jogo.

Os dinossauros não são muito ameaçadores. Parecem mais esfomeados do que demoníacos e alguns até dão pena como o T-Rex, neste caso Todd Rex, que apenas é agressivo porque é sensível por causa dos seus braços serem curtos. Como já imaginaram há um leque relativamente vasto de dinossauros, alguns que eu tenho bastante duvidas que tenham realmente existido mas todos eles coloridos e divertidos.

Como estamos a falar de um jogo tower defense podem imaginar que cada um destes dinossauros tem características diferentes. Uns voam, outros são mais rápidos, outros são lentos mas conseguem aguentar bastante dano. O normal portanto. Infelizmente o jogo não aproveita bem a diferença entre voadores e não voadores, que aqui não faz qualquer diferença e mostra logo o cariz casual com pouca profundidade.

Tal como em Plants vs Zombies para criarem as vossas unidades precisam de recolher neste caso cocos. Para isso têm que clicar nas árvores que vão aparecendo no mapa, o que vai fazer deslocar a nossa personagem. Um aspecto diferente de Go Home Dinosaurs é que a nossa personagem está no mapa juntamente às torres e ataca também juntamente com elas sempre que está ao alcance dos inimigos. Além disso existem alguns power-ups que podem usar para tornar a vossa personagem super poderosa que iremos ver a seguir.

Go Home Dinosaurs Linux Game (Native Client)

Como torres podem contar com as torres normais neste tipos de jogos. As mais básicas apenas atacam os inimigos, são bastante lentas mas também são baratas. À medida que avançam no jogo vão precisar das torres mais avançadas. Há torres que atrasam os inimigos com ataques de gelo, outras bloqueiam-nos durante um curto tempo e depois temos algumas que não têm efeitos mas dão mais dano. Uma ataca uma linha inteira, outra ataca um canto com ataques em área por exemplo.

Cada uma das torres é ocupada por uma pequena criatura e podem contar com algumas piadas engraçadas. A torre de gelo por exemplo diz algo como “brace yourselves the winter is coming”. Além disso são também brilhantemente animadas. A torre eléctrica por exemplo consiste numa roda de hamster que gera a energia, onde podemos ver o pequeno roedor a correr. Naturalmente ao fim de algum tempo estas piadas deixam de ter piada e podem até chatear mas o jogo também não é longo o suficiente para isso acontecer a todos os jogadores.

Tal como em Plants vs Zombies começam cada nível a escolher cartas que simbolizam as torres ou power-ups. Estes power-ups que já referi em cima ocupam o mesmo espaço que as torres, portanto por cada um que escolherem é menos uma torre que podem utilizar. Apesar de estes terem efeitos temporários são bastante poderosos e há muitos por onde escolher, podendo o jogador comprar mais na loja do jogo, com dinheiro do jogo, felizmente não há qualquer loja com dinheiro real.

8862725173621

Ao contrário de Plants vs Zombies aqui não escolhem apenas o tipo de torres que querem levar mas também o numero. Por exemplo se quiserem levar duas torres de gelo terão que levar duas cartas de torres de gelo. Para um jogo que não é propriamente dotado de dificuldade estratégica, este nível de planeamento é uma surpresa agradável. Normalmente depois durante o jogo as coisas acabam por correr bem mesmo com uma solução não ideal, mas foi ideia bem pensada por parte dos criadores do jogo.

No fundo Go Home Dinosaurs foi uma surpresa agradável. É um jogo que está longe de ser ideal para os amantes do género, não é realmente difícil e quem procura um desafio para as suas habilidades estratégicas não o irá encontrar aqui. Mas para o que pretende ser, um tower defense casual, é bastante bom. O grafismo é colorido e apelativo, tem personagens com piada, os inimigos são variados, as animações são muito boas para o tipo de jogo que é e no fundo não faz algo de realmente mau. Apesar de saber que os jogadores mais sérios não o vão jogar, na verdade não posso deixar de recomendar Go Home Dinosaurs.

7.5/10

 

Tiago Roque

Leave A Comment