Antevisão Patterns

É impossível falar de Patterns sem referir Minecraft. O conceito é praticamente o mesmo, apesar de existirem bastantes diferenças tanto no grafismo como nos aspectos de sobrevivência que não existem sequer por agora. Apesar de o conceito ser bastante semelhante existe muito mais variedade de formas em Patterns que em Minecraft, além de existir um motor de fisica, algo que é praticamente inexistente em Minecraft.

Conhecida por criar Second Life, a Linden Lab está agora a trabalhar em Patterns, que pode ser adquirido por um preço bastante acessível no programa de Early Access da Steam e que tal como todos os outros jogos em Early Access está numa fase ainda bastante atrasada no processo de criação, mas que podem ir jogando até ao lançamento final. Este tipo de modelo de negócio tem bastantes vantagens, mas uma desvantagem enorme. Se o jogo não for bom o suficiente quando for lançado finalmente já poucos têm vontade de o jogar.

Quando começam o jogo os jogadores vão-se sentir um pouco perdidos. Não há um objectivo ou sequer um tutorial que explica como se joga Patterns. Infelizmente parece ser um problema comum, Minecraft sofria do mesmo problema. Depois de aprenderem o básico vão reparar que têm acesso apenas a formas muito básicas como triângulos mas à medida que avançam no mapa vão descobrindo formas mais complexas.

Tal como em Minecraft os jogadores têm que partir o terreno que os rodeia, para recolherem materiais para as suas criações. A principal diferença acaba por ser a existência de diferentes materiais cada um com uma certa resistência que é posta em causa sempre que constroem até uma simples ponte graças a um decente motor de física.

Os jogadores podem também criar sólidos geométricos através das formas que encontram. Com alguns quadrados por exemplo podem criar um cubo. Ao partir algum ambiente vão recolhendo quadrados e quando somarem os necessários para um sólido mais complexo podem construí-lo.

Patterns é um pouco mais pesado que Minecraft e não oferece pelo menos por agora ambientes tão gigantescos. Não podem por exemplo escavar cavernas ou até muito fundo. Depois de retirarem algumas camadas de chão não podem escavar mais, o que pode limitar alguns jogadores, mas no geral Patterns é um jogo bastante diferente de Minecraft e a ideia não é escavar.

O jogo valoriza também a exploração. Já nesta fase é possível ver a importância de explorar para recolher formas mais complexas e materiais mais fortes. O stress dos materiais é o principal aspecto do motor de física. Criar uma ponte de um material fraco acaba normalmente com a nossa personagem a cair no abismo que marca toda a parte inferior do cenário que é composto por várias ilhas.

Patterns tem sem duvida um futuro promissor. Tenho muitas duvidas que venha a ter o mesmo sucesso de Minecraft, mas reconheço facilmente que é um jogo muito mais complexo. Para se ser bem sucedido é preciso pensar geometricamente e ter cuidado com os materiais que usamos. Algo que nunca temos que pensar em Minecraft. Há uma série de funcionalidades que ainda não existem e esta versão está ainda muito atrasada, mas pessoalmente acredito na qualidade final.

Tiago Roque

Leave A Comment