Análise Valdis Story: Abyssal City

aldis Story: Abyssal City começou como um jogo curto , desenvolvido pela EndlessFluff há alguns anos. Através do Kickstarter conseguiu atingir os seus objectivos e é agora um lançamento comercial.
Num mundo onde demónios e anjos estão em guerra , Wyatt e o seu grupo viajam para tentar encontrar o seu pai desaparecido. Durante a viagem , o navio é atacado por criaturas e afundado . Abaixo da superfície da água, eles encontram uma cidade antiga morrendo lentamente sob constantes ataques de anjos, demónios e outras bestas. Separado da sua tripulação, Wyatt tenta reuni-los e continuar a procura do seu pai.

A premissa e cenário para a história são brilhantes. A narrativa real é quase inexistente excepto a que já contei. Felizmente existem algumas informações adicionais se falarem com NPCs. As circunstâncias que cercam o desaparecimento do pai de Wyatt , a verdadeira natureza das duas deusas Alagath e Myrgato , e mesmo o passado dos bosses do jogo estão lá para serem descobertos. Valdis Story: Abyssal City recompensa aqueles que exploram , um aspecto vital do jogo. A forma de progressão do jogo é completamente Metroidvania, ou seja vamos ter que recolher habilidades e itens que nos permitem aceder a áreas bloqueadas anteriormente, tornando este um jogo muito pouco linear, mas que traz boas doses de backtracking.

A banda sonora é óptima e está sempre de acordo com o ritmo do jogo. Há uma excelente variedade de lugares para ver, a partir de esgotos cheios de gosma verde para palácios. O design visual desses locais é lindo e os gráficos 2D e animações de qualidade tornam estes lugares cheios de vida. Cada área apresenta novos desafios ambientais. Os saltos são um pouco imprecisos, o que pode causar problemas nas secções de plataformas mais difíceis. Existem duas personagens jogáveis ​​para escolher com dois a serem lançados posteriormente gratuitamente. Estas têm uma forma muito diferente de jogar e servem para responder aos gostos dos vários tipos de jogadores.

O combate flui sem problemas, com os controlos do teclado que apesar de serem um pouco desajeitados, podem ser reorganizadas, mas para aproveitar realmente o jogo devem usar um comando como o da Xbox 360. Muitas vezes precisamos de misturar a nossa estratégia com alguns inimigos. Há uma variedade de inimigos grande e a forma de enfrentá-los também varia bastante. Juntamente com a variedade de níveis é surpreendente a variedade e quantidade de conteúdo dentro de Valdis Story.

ss_738f993b4891273ea185751ac4db1f107bea9e21.1920x1080

Há uma abundância de bosses também que vão testar as nossas habilidades. Anjos blindados monstruoso e elegantes ou ágeis demónios são apenas alguns exemplos que podem encontrar . Diferentes bosses exigem que derrubem escudos, ficarem acima de gás venenoso , navegar plataformas precárias , destruir dispositivos de cura e até mesmo bater um limite de tempo. Derrotar cada um destes dá-nos uma pontuação e no final temos direito a uma pontuação final.

Valdis Story é capaz de ser uma experiência muito interessante e que excedeu qualquer expectativa que eu tinha antes de começar a jogar. São cerca de 15 horas para acabar o jogo e vale realmente a pena. Este é um jogo que nos lembra tudo o que há de melhor em jogos como Metroid ou Castlevania com um grafismo que consegue ser actual apesar do estilo retro. Se são fãs do género vão realmente gostar de Valdis Story.

8.5/10

Tiago Roque

Leave A Comment